JotaPêAh!

A Celebração de um Nascimento

A CELEBRAÇÃO DE UM NASCIMENTO
Pr. Mark Finley

A história de natal gira em torno de um nascimento. O nascimento do menino Jesus. Hoje, neste "Está Escrito" especial de natal, convidamos você a juntar-se a nós para celebrarmos este momento único na história. Capte a essência deste acontecimento milenar através de canções, orações, e das escrituras. Permita que Cristo encha o teu coração de encorajamento neste natal, pois continua sendo a celebração de um nascimento.Não houve acontecimento mais emocionante na vida conjugal de Maria do que o nascimento de seu primeiro filho. Minha esposa e eu tínhamos 25 anos, quando nossa filha Debby nasceu. Eu tinha tanta certeza de que o bebê seria menina, que comprei um lindo vestidinho vermelho totalmente brilhoso. Você consegue imaginar nossa filha recém-nascida usando um vestido vermelho brilhoso? Ela iluminou o hospital inteiro. Dizer que Teeny e eu estávamos felizes com o nascimento de nossa primogênita é pouco. Dizer que não estávamos preparados para a experiência é menos ainda. Nós lemos todos os livros sobre crianças que apareceram em nossa frente. Freqüentamos juntos, aulas sobre partos naturais. Escolhemos as cores para o quarto de nossa mais nova moradora, pintamos de cor-de-rosa. Compramos um berço e brinquedos de bebê. Quando Debby nasceu, nós estávamos preparados. Deus também se alegrou com o nascimento de seu filho. Um coro de anjos anunciou a sua chegada. Pastores e magos aguardavam o nascimento dEle. Profecias datadas de séculos anteriores já proclamavam o nascimento do Messias. O profeta Isaías previu que Cristo nasceria de uma virgem. Moisés acrescentou que Ele seria da linhagem de Judá. O profeta Miquéias declarou que o Messias nasceria em Belém. Deus fez de tudo para preparar o mundo para o nascimento do salvador.

Aquele não foi um nascimento comum. Jesus foi concebido de forma sobrenatural pelo Espírito Santo no ventre de Maria. Ele não foi uma criança comum, Jesus foi o divino filho de Deus habitando num corpo humano, o divino Cristo humano. Aquela não foi uma missão comum. O anjo anunciou a José a missão de Jesus. Encontramos isso registrado desta forma em Mateus, capítulo 1, versículo 21:"ela dará à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles". A missão dEle foi claramente definida por Deus: salvar o seu povo dos pecados deles.

O bebê nascido em Belém numa manjedoura é o teu e o meu Salvador. O natal é um momento de celebrar, é um momento de se alegrar, é um momento de glorificar. Nas profundezas de nossos pecados, não fomos abandonados. Na escuridão de nossa rebeldia, existe uma luz. Aprisionada na escravidão dos pecados, existe esperança. Quando Jesus nasceu, o povo de seu tempo teve três reações ao nascimento dele. E existem três reações à Jesus hoje em dia. Os escribas e fariseus foram indiferentes ao seu nascimento, eles mal sabiam o que estava acontecendo. Mas que tragédia, ser indiferente ao Salvador do mundo. Infelizmente, existem algumas pessoas religiosas indiferentes a Cristo neste natal. Cristo ainda fica perdido em meio ao consumismo desta época. Ele fica coberto sob a árvore de natal repleta de belas embalagens de presentes. Ele fica esquecido em meio a tanta correria. Ele fica silenciado por festas em empresas, almoços e vários outros compromissos natalinos. Nos dias de hoje, ofuscou-se o Cristo eterno. Não que sejamos contra Ele, apenas ficamos indiferentes a Ele. Ocupados demais.

Houve quem se opusesse a Ele na época e há quem se oponha a Ele hoje. Herodes e os soldados romanos sentiram-se ameaçados pela perspectiva deste rei recém-nascido; sentiram-se ameaçados pelo desafio iminente de seu reinado. Eles planejaram matá-lo ao nascer. Herodes baixou um decreto mandando matar todos os meninos hebreus com menos de dois anos. Ele não arriscaria o seu trono. Existem pessoas hoje, nesta época de natal, que não renunciam ao trono de seus corações; elas batalham, elas lutam, elas brigam para manter o comando. Talvez você esteja lutando há anos. Você tem tentado comandar a sua própria vida. Você tem medo de entregar o comando a Ele. Por que não, nesta época de natal, abrir o seu coração para Ele? Por que não entregar a sua vida? Você pode confiar absolutamente nele. Ele encherá a sua vida de alegria e propósito neste natal.

Ainda existe uma terceira reação em relação a Jesus. Três reis do oriente levaram presentes a Ele. Esses homens sábios ficaram de joelhos e o adoraram. Homens sábios continuam a adorá-lo hoje. O evangelho de Mateus descreve isso nestas palavras, encontradas em Mateus capítulo 2, versículo 11: "…e, abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra". O ouro é presente para um rei, ele representa todos os nossos bens materiais. Nós chegamos a Jesus através da adoração, sem hesitar em nada. Tudo que possuímos é um presente de Jesus. No natal, nós reconhecemos "Senhor, tudo o que eu tenho é teu. Tu és o rei dos reis". O incenso é presente para um sacerdote. Ele era usado pelo sacerdote no antigo santuário. No natal, nós devemos declarar: "Jesus, tu és meu sacerdote, tu intercedes por mim, tu és meu intercessor. Tu apresentas a tua justiça perfeita diante de todo o céu, no lugar de minhas falhas. Senhor, toda a minha adoração é para ti". A mirra é um presente para quem está à beira da morte. A mirra era um ungüento usado nos antigos rituais de sepultamento. No natal, nós reconhecemos: "Jesus, tu és meu salvador, tu és a criança inocente que nasceu, e meu justo redentor, que morreu por mim". Alegre-se hoje, é tempo de celebrar. Aceite-o como teu salvador, receba-o como teu sacerdote, reconheça-o como teu rei.

O maior presente já dado ao nosso mundo foi aquele bebê, o menino Jesus nascido numa manjedoura em Belém. E o maior presente com o qual podemos retribuir é com o nosso coração. Por que não, nesta época de natal, permitir que Cristo nasça no seu coração? Por que não permitir que Cristo, nascido dois mil anos atrás em Belém, nasça dentro de você neste natal? Por que não entregar-lhe o seu coração? Por que não entregar-lhe a sua vida neste momento enquanto oramos.

Amado Senhor, neste natal, glorificamos a ti por quem tu és. Não queremos ser indiferentes como os sacerdotes, não queremos ser hostis como os romanos. Queremos glorificá-lo como os reis magos. Tu és o nosso salvador que por amor concede a salvação. Tu és o nosso sacerdote que intercede junto ao Pai. Tu és o nosso rei, nosso Senhor dos Senhores, nosso libertador que em breve voltará. Hoje e sempre, damos glórias a Ti, em teu santo nome. Amém.

 

Mensagem de natal Kids4Truth: http://kids4truth.com/Dyna/ChristmasMessage/English.aspx

Anúncios
Deixe um comentário »

Converter texto para número e inserindo fórmulas pelo vba

Selecionar o Range e executar o código a seguir.

Public Sub Altera()
Dim rngCelula As Range
For Each rngCelula In Selection
rngCelula.FormulaLocal = rngCelula.Value
Next rngCelula
End Sub

Para inserir fórmulas:
Range(“B2”).Formula = “=[depreciação.xlsx]home!$A$2”

Deixe um comentário »

Encontro da Sílvia com o Raul – Caminho das Índias

-Sílvia?
-Raul?
-Me escuta! Sílvia, calma!
-Raul? Não, espera aí.
-Se você acha que eu sou o bandido da sua história, está aí seu marido.
-Espera aí. Espera aí. O que que está acontecendo? Espera aí. Espera aí, pelo amor de Deus. Não é possível. Não é possível! Eu não estou louca! Eu não estou louca. Eu vi ele morto. Não é possível, eu não estou louca. O que que está acontecendo? Eu chorei, eu me desesperei, você estava morto.
-Sílvia, eu não tenho nenhuma justificativa pra o que eu fiz. Nenhuma.
-Não, nem tenta justificar, Raul. Nem tenta justificar. Eu preciso saber…eu preciso saber como você fez isso. Meu Deus do céu! A única coisa que eu preciso é ter certeza da minha sanidade. Eu vi você morto. Você estava morto.
-Aparentemente morto.
-Foi uma simulação.
-Simulação? Simulação?
-Confessa tudo, Raul.
-Não. Espera aí. Espera aí. Então…aquele dia que você passou o dia dizendo que estava com um pressentimento que ia morrer…aquela conversa estranha…você estava preparando isso, Raul?

-Espera aí, meu Deus do céu. Agora que eu estou entendendo, meu Deus. Meu Deus, eu ali preocupada com você, comovida com você, Raul, querendo mandar você pra um analista, e você frio, manipulando tudo, era tudo calculado, Raul?

-Como é que você simulou isso, como? Como? Eu vi. Eu vi.

-A Ivone…tem alguma coisa a ver com isso.
-Foi ela. Ela foi a cabeça de tudo.
-Então era ela, meu Deus. Meu Deus do céu. Era ela. A amante que ela estava me ajundando a identificar era ela mesma. Você é um canalha, Raul. Canalha. Meu Deus do céu, você é um canalha. Como é que você fez isso comigo, Raul? Hein? Como é que você fez isso comigo? Se você não queria mais o casamento, porque é que você não pediu o divórcio? Eu querendo o divórcio e você não aceitava. Se você queria uma amante, porque você não foi procurar longe? Tinha que ser a minha melhor amiga? Dentro da minha casa. Pra que Raul? Pra me humilhar, é isso?
-Eu estava confuso demais, Sílvia…
-Quem estava confusa era eu, quem estava confusa era eu, Raul.
-Não era você. O problema nunca foi você. Foi a minha vida inteira Sílvia. Eu sempre tive essa sensação de fracasso.
-Fosse pra um analista, Raul. Fosse resolver isso num divã de um analista, e não dilacerando a minha vida, porque eu não tenho culpa se você é um fraco.
-Eu não estou culpando você.
-Mas foi a minha vida que você destruiu. A minha vida e a da sua filha, Raul. Não adianta fazer essa cara de coitado, porque eu não tenho a menor pena de você. Olha, eu não sei, Raul, o que te aconteceu, mas seja o que for, foi bem merecido.
-Sílvia…
-A sua filha está aqui…atrás das grades, Raul. Foi você que fez isso. Foi você que jogou a sua filha na cadeia, foi você que fez ela se envolver com bandidagem, foi você Raul.
-Eu sei, eu sei, eu me culpo por isso, eu me culpo!
-Se culpa coisa nenhuma, se culpa porque está aqui, porque foi pego, porque se você não tivesse sido pego, Raul, você não estava nem um pouco preocupado. Você é um egoísta. Egoísta e cínico.
-Sílvia, o que eu fiz é indefensável, mas eu estou arrependido, Sílvia. Só queria que você ouvisse, eu estou arrependido. Se eu pudesse voltar atrás nada disso teria acontecido.
-Agora eu quero saber de tudo. Eu quero saber, agora eu quero saber de tudo. De todos os podres, de todas as vezes que eu fui enganada, que eu fui traída, que eu fui feita de idiota dentro da minha própria casa. Meu Deus do céu, a gente não imagina que as pessoas são capazes de fazer coisas que a gente não é capaz de fazer. Eu achei que eu conhecia você tão bem, Raul. Vinte anos de convivência. Eu podia duvidar de tudo, Raul, menos da sua sinceridade, do seu amor por nós. Meu Deus do céu…eu vivi  vinte anos com um estranho.
-Eu não quero me eximir de culpa. Eu nao vou me eximir de culpa…mas se eu não tivesse conhecido ela…
-Se o seu caráter depende de quem você conheça, da proposta que te façam, Raul, então você não tem caráter nenhum. Você é pior que ela. A família era sua, Raul. O compromisso era seu, não dela.
-Eu só queria que você ouvisse…que eu … eu tenho…
-Meu Deus do céu…aquela armação…aquela armação de me tirar de casa…de tirar a Júlia de casa…a Ivone me telefonando, dizendo que estava embarcando, que precisava que eu assinasse o papel…meu Deus do céu…

-Pra mim você está morto, Raul. Eu preferia que você tivesse morrido de verdade.
-Um dia, eu queria que você me escutasse…me desse a chance de explicar pra você minhas razões…erradas eu sei, erradas eu sei, mas..
-Você não tem mais nenhuma chance comigo, Raul. A melhor coisa que você pode fazer por mim e por sua filha hoje, é morrer de verdade.

Deixe um comentário »

A vida

A vida é tão breve como os raios de sol que surgem sorrateiramente na mais bela manhã e se despedem sitilmente ao anoitecer sem deixar vestígios…. Ser sábio não quer dizer ser perfeito, não falhar, não chorar e não ter momentos de fragilidades. Ser sábio é aprender a usar cada dor como uma oportunidade para aprender lições, cada erro como uma ocasião para corrigir rotas, cada fracasso como uma chance para ter mais coragem. Nas vitórias, os sábios são amantes da alegria; nas derrotas, são amigos da refexão.

Deixe um comentário »

Eu adoro voar

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade… Já tive medo do escuro, hoje no escuro “me acho, me agacho, fico ali”.
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de “amigo” e descobri que não eram… Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
– E daí? EU ADORO VOAR!

Clarice Lispector

Deixe um comentário »

Mude – Edson Marques/Clarice Lispector(citada como autora)

Mude, mas comece devagar,
porque a direção é mais importante
que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.
Mais tarde,mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho,
ande por outras ruas,calmamente,
observando com atenção os lugares por onde você passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos.
Procure andar descalço alguns dias.
Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia ou no parque,
e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.
Durma no outro lado da cama… depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de tv,
compre outros jornais… leia outros livros,
Viva outros romances.Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde.
Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes,
novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia.
o novo lado,
o novo método,
o novo sabor,
o novo jeito,
o novo prazer,
o novo amor.
a nova vida.
Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida, compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado…
outra marca de sabonete,
outro creme dental…tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais,
de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas,
troque de carro, compre novos óculos,
escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios,
quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros,
outros teatros, visite novos museus.
Se você não encontrar razões para ser livre,
invente-as. Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,
longa, se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores
e coisas piores do que as já conhecidas,
mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança,
o movimento, o dinamismo, a energia.
Só o que está morto não muda!
Repito por pura alegria de viver:
a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena!!!!

Deixe um comentário »

%d blogueiros gostam disto: