JotaPêAh!

Governo dos EUA fecha Megaupload e prende seu fundador

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2012/01/governo-dos-eua-fecha-megaupload-e-prende-seu-fundador.html

 

Um dos maiores sites de compartilhamento de arquivos do mundo, o Megaupload, foi tirado do ar nesta quinta-feira (19). O fundador da companhia e vários de seus executivos foram acusados formalmente de violar leis antipirataria nos Estados Unidos, informaram promotores federais do país.

A acusação alega que o Megaupload.com deu aos detentores de direitos autorais mais que US$ 500 milhões em prejuízo por facilitar a pirataria de filmes e outros tipos de conteúdo.

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos disse, em um comunicado, que Kim Dotcom –fundador do site, também conhecido como Kim Schmitz—e outros três executivos da empresa foram presos nesta quinta-feira na Nova Zelândia a pedido de oficiais norte-americanos.

O Megaupload é único não somente pelo volume grande de download que possibilita, mas pelo apoio que tem de celebridades conhecidas e músicos, que geralmente são vistos como as vítimas da violação das leis antipirataria. Antes de ser tirado do ar, o site trazia o “apoio” de nomes como a socialite Kim Kardashian e os músicos Alicia Keys e Kanye West –as celebridades chegaram a gravar um vídeo de apoio à companhia, mas as imagens foram tiradas do ar pelas gravadoras.

A companhia, baseada em Hong Kong, listava Swizz Beatz, um músico, como seu CEO. Antes de o site ser tirado do ar, foi publicado um comunicado dizendo que as acusações de que ele possibilitava infração de leis de direitos autorais eram “extremamente exageradas”.

“A maioria do tráfego de dados feito pelo Megaupload é legítimo e estamos aqui para ficar. Se a indústria de conteúdo quiser tirar vantagem da nossa popularidade, estamos felizes em abrir um diálogo. Temos boas ideias, entrem em contato”, dizia o comunicado.

O Megaupload é um site por meio do qual os usuários podem fazer o upload e a transferência de arquivos que são grandes demais para serem enviados por e-mail. Endereços do tipo têm uso legítimo de diversos usuários, mas associações representantes dos detentores dos direitos autorais estimam que a maioria do conteúdo enviado com a ajuda do site seja ilegal.

SOPA e PIPA
O fato acontece um dia depois que diversos sites, incluindo a Wikipédia e a Craigslist, tiraram seus sites do ar em protesto com o SOPA e o PIPA, dois projetos de lei antipirataria que circulam nos Estados Unidos.

O Stop Online Piracy Act (SOPA) é um projeto de lei com regras mais rígidas contra a pirataria digital nos EUA. Ele prevê o bloqueio no país, por meio de sites de busca, por exemplo, a determinado site acusado de infringir direitos autorais. O foco está principalmente em sites estrangeiros, contra os quais as empresas americanas pouco podem agir. No Senado, circula o Protect IP Act, conhecido como PIPA (ato para proteção da propriedade intelectual), outro projeto sobre direitos autorais que mira a internet.

Ambos são apoiados por empresas de entretenimento, constantes alvos de pirataria, mas são questionados por companhias de internet, como Google, Facebook, Amazon e Twitter, que interpretam as medidas como um tipo de censura aos sites e à liberdade de expressão. O SOPA ainda está sendo avaliado por comissão na Câmara; a PIPA deve ir à votação no Senado ainda neste mês.

Anúncios
Deixe um comentário »

Satélite da Nasa ‘flagra’ buraco negro engolindo estrela

Fonte: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2011/08/satelite-da-nasa-flagra-buraco-negro-engolindo-estrela.html

 

Um buraco negro dentro de uma galáxia a 3,9 bilhões de anos-luz de distância da Terra foi "flagrado" por um telescópio da Nasa ao engolir uma estrela que se aproximou demais. Dois estudos sobre o fenômenro foram publicados na edição desta semana da revista "Nature".

O "acidente" cósmico tem causado o envio de raios X à Terra desde março de 2011. A galáxia está localizada na direção da constelação do Dragão. Os gases da estrela acabam sendo "engolidos" e ficam girando na região do buraco negro. Um feixe de partículas é formado no local e um dos lados do feixe está virado em direção da Terra, permitindo que o satélite Swift detecte o fenômeno.

Segundo os astrônomos, os centros da maioria das galáxias possuem buracos negros gigantes – com milhões de vezes a massa do Sol. No caso da Via Láctea, o buraco negro tem uma massa igual a de 4 milhões de sóis. Os dados do Swift mostram que o buraco negro pesquisado é duas vezes maior do que o da nossa galáxia.

image

Deixe um comentário »

Steve Jobs deixa comando da Apple

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/08/steve-jobs-deixa-comando-da-apple.html

http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/08/em-texto-jobs-diz-que-infelizmente-chegou-o-dia-de-deixar-cargo-de-ceo.html

 

imageO presidente da Apple, Steve Jobs, anunciou oficialmente nesta quarta-feira (24) que está deixando o comando da empresa. O cargo de CEO será ocupado por Tim Cook, vice-presidente operacional e que comandou a empresa durante os períodos de licença médica de Jobs.

Jobs, fundador da empresa e que voltou para comandar a Apple em 1997 após ter deixado a companhia em 1985, se submeteu a uma cirurgia para retirada de tumor maligno no pâncreas em agosto de 2004. No primeiro semestre de 2009 e em janeiro de 2011, o empresário tirou licenças médicas para cuidar da saúde. Em ambas as ocasiões, Cook ficou no comando da empresa criadora do iPhone e do iPad.

"A extraordinária visão e liderança de Steve salvou a Apple e a guiou para sua posição de empresa de tecnologia mais inovadora e valiosa do mundo", disse Art Levinson, membro do conselho, em um comunicado. Com Jobs, a Apple deixou de ser uma empresa perto da falência em 1997 para se tornar, no dia 9 de agosto de 2011, a maior companhia de capital aberto do mundo. "O conselho tem total confiança de que Tim é a pessoa certa para ser nosso próximo CEO", acrescentou Levinson.

Veja a íntegra do comunicado de Jobs:

"Ao Conselho de Administração a à comunidade da Apple

Eu sempre afirmei que se chegasse o dia em que eu não fosse mais capaz de cumprir minhas obrigações e expectativas como CEO da Apple, eu seria o primeiro a informá-los disso. Infelizmente, este dia chegou.

Neste momento eu abdico do cargo de CEO da Apple. Eu gostaria de servir, se o conselho assim achar compatível, como presidente do conselho, diretor e empregado da Apple.

Em relação ao meu sucessor, eu recomendo fortemente que nós executemos nosso plano de sucessão e que Tim Cook seja nomeado CEO da Apple.

Acredito que os dias mais inovadores e brilhantes da Apple estão adiante. E espero assistir e contribuir para este sucesso em uma nova função.

Fiz alguns dos melhores amigos da minha vida na Apple, e agradeço a todos vocês pelos muitos anos conseguindo trabalhar ao seu lado.

Steve"

image

Deixe um comentário »

Leão tetraplégico Ariel morre em SP

Veja o texto original aqui.

 

image

 

O leão tetraplégico Ariel, de 3 anos, que mobilizou uma corrente de solidariedade na internet, morreu na tarde desta quarta-feira (27). Ele sofria de uma doença degenerativa autoimune não identificada e passava por acompanhamento médico em São Paulo.

Segundo Raquel Ferreira Borges da Silva, sua proprietária, "foi feito tudo por ele". Chorando, ela diz que "ele nunca mais vai sofrer". "Fará muita falta, mas vai viver sempre em nossos corações."

O felino sofreu uma crise convulsiva nesta terça e apresentou acumulo de líquido ao redor do pulmão.

A plasmaférese, método terapêutico que permite separar elementos do sangue, como o plasma, que contém os anticorpos produzidos pelas doenças autoimunes, começou a ser ministrada por veterinários na semana passada. O material era proveniente de doações de sangue de leões do Parque Ecológico da Americana e do Zoológico de Piracicaba, ambos no interior de São Paulo.

Desde a semana passada, o leão foi submetido a três sessões, o que o desgastou.

Agora, o corpo do animal será levado para a Universidade de São Paulo (USP), onde passará por necrópsia. Depois, será levado para Maringá (PR), para ser enterrado. Ainda não há data para que isso aconteça.

image

Deixe um comentário »

Motoqueiro morre ao bater a cabeça durante ato contra capacete nos EUA

Um motociclista que participava de um protesto contra o uso do capacete morreu após sofrer um acidente e bater a cabeça no chão, segundo a polícia dos EUA.

O acidente ocorreu na tarde de sábado (2), na cidade de Onondaga, próximo a Syracuse, no centro do estado de Nova York.

Policiais estaduais disseram ao "Post-Standard", jornal de Syracuse, que Philip A. Contos, de 55 anos e morador de Parish, dirigia uma Harley Davidson 1983 com um grupo grande de motociclistas.

Em protesto contra as leis que obrigam o uso de capacete, eles deliberadamente não estavam usando esse acessório de segurança, de acordo com testemunhas.

Os policiais disseram que Contos freou abruptamente, a moto balançou e ficou fora de controle. Ele voou sobre o guidão e caiu de cabeça no chão.

Contos chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital.

A polícia disse que está investigando o motivo que o levou a dar a freada repentina.

Para os policiais, ele provavelmente teria sobrevivido ao impacto se estivesse usando um capacete.

A ABATE (American Bikers Aimed for Education), associação que organizava o protesto, disse à TV local que combate o uso obrigatório de capacete por acreditar na liberdade de escolha e no fato de que os motociclistas conhecem o risco trazido por essa prática.

 

Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/07/motoqueiro-morre-ao-bater-cabeca-durante-ato-contra-capacete-nos-eua.html

Deixe um comentário »

G1 – MP que reduz imposto para tablets sai essa semana, diz ministério

A Medida Provisória (MP) que zera a alíquota de PIS e Cofins dos tablets será publicada no Diário Oficial da União e enviada ao Congresso Nacional ainda essa semana, informou nesta segunda-feira (16) o secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Nelson Fujimoto. A MP reduz de 9,25% para zero a incidência dos dois tributos nos tablets.

A MP é a primeira providência do governo para desoneração dos tablets. Na sequência, será publicada uma portaria interministerial do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), que enquadrará os tablets no Processo Produtivo Básico (PPB) como “microcomputador portátil, sem teclado físico, com tela sensível ao toque”.

“Já definimos o problema da classificação”, destacou Fujimoto. Ele lembrou que havia dificuldade para classificar os tablets, que não são nem notebook, nem palmtop, nem smartphone. Agora, com a criação de uma classificação específica, o tablet terá os mesmos benefícios de isenção de PIS e Cofins aplicados para fabricação de computadores, que já foram inseridos na Lei do Bem.

Ao passar a fazer parte do PPB, o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) cairá de 15% para 3% em alguns Estados. A redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), por ser um imposto estadual, ficará a cargo de cada estado. Em São Paulo, por exemplo, a alíquota cai de 18% para 7%. Haverá ainda redução do Imposto de Importação (II), mas os percentuais não foram informados. Segundo Fujimoto, a portaria está pronta e só falta a aprovação da presidente Dilma Rousseff.

A redução da tributação dos tablets foi uma das solicitações da taiwanesa Foxconn para produzir o iPad, da Apple, em uma fábrica em Jundiaí (SP) a partir de julho. A MP concede o benefício para qualquer empresa que fabricar o equipamento no País.

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/05/mp-que-reduz-imposto-para-tablets-sai-essa-semana-diz-ministerio.html

Deixe um comentário »

Preços automáticos na Amazon fazem livros custarem milhões

imageO biólogo Michael Eisen publicou em seu blog um texto sobre sua descoberta de um livro sobre moscas na Amazon que estava sendo vendido por dois milhões de dólares e que em alguns dias subiu de preço para US$ 23 milhões. O motivo era um preço ajustado automaticamente por dois computadores entre dois vendedores de terceiros.

Eisen teorizou que os dois vendedores estavam usando estratégias diferentes no ajuste automático de preço. Um dos vendedores tinha configurado seu anúncio para ter 2% a menos que o valor mais alto disponível no site, ou seja, o preço seria um pouco abaixo para permanecer competitivo. Mas outro vendedor, no entanto, estava configurado para um preço 27% maior que o maior preço entre seus concorrentes.

O conflito automático gerou uma situação em que o vendedor 2 aumentava sua oferta em 27%, enquanto o vendedor 1 aumentava sua oferta para só 2% abaixo do valor novo vendedor 2. Com isso, o segundo vendedor novamente aumentava sua oferta, numa guerra de preços infinita que levou o livro ao valor de 23 milhões de dólares.

O preço do livro foi reajustado, mas já está novamente valendo quase mil dólares.

Eisen pensa que talvez o vendedor que reajustava seu valor em +27% não tenha o livro, já que não faz sentido ter o maior preço no site – afinal, o concorrente sempre teria um preço mais baixo pelo mesmo título. No entanto, por ele não possuir o livro, ele não tem prejuízo com a prática. Caso alguém venha a comprar dele, a margem irá permitir que ele adquira o livro de outro vendedor para repassar ao comprador.

Em outro caso semelhante, um livro de informática tem dois vendedores oferecendo o livro por US$ 99.999,99, mais frete de quatro dólares. Provavelmente um estava ajustando o preço com base no outro, até atingirem o limite de preço permitido.

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/04/precos-automaticos-na-amazon-fazem-livros-custarem-milhoes.html

Deixe um comentário »

G1 – ‘Não corrigimos falhas menores para não danificar o produto’, diz Microsoft

A Microsoft divulga todos os meses atualizações de segurança de seus produtos para corrigir falhas encontradas por hackers e pesquisadores. Porém, alguns problemas nunca receberam correção, mesmo depois de terem se tornado públicos.

Segundo Mike Reavey, diretor do Microsoft Security Response Center, falhas com pouco risco não são corrigidas pois podem prejudicar outras funções do produto que estão funcionando normalmente. “Os próprios consumidores não iriam aplicar a correção de qualquer jeito”, afirmou Reavey em entrevista exclusiva ao G1.

Reavey esteve em São Paulo para participar do Fórum BlueHat Security, organizado pela Microsoft para discutir as prevenções e os riscos à segurança digital. O Microsoft Security Response Center é responsável por encontrar e solucionar brechas existentes nos produtos da empresa.

Reavey contou ao G1 como é o ritmo de trabalho da sua equipe e como a Microsoft lida com as novas ameaças. Entre as revelações do executivo está a de que o grupo de segurança não usa filtro de spam para que nenhum possível relato de vulnerabilidade seja perdido.

Veja abaixo a íntegra da entrevista.

Por que existem falhas publicadas na internet que ainda não receberam correção?
Mike Reavey – O Microsoft Security Response Center sempre vai investigar qualquer falha que apareça. Nós trabalhamos para ter certeza que a maioria das falhas serão consertadas antes que os nossos consumidores fiquem sabendo. Às vezes, há problemas detectados que possuem riscos menores ou que são pouco práticos para um ataque. Além disso, aquele problema talvez requeira uma mudança na configuração e na arquitetura do produto. Se nós consertarmos essa falha, talvez prejudique outras funções do produto.

Então, para ataques de pouca severidade ou impraticáveis, nós não queremos parar a funcionalidade de sistemas que estão funcionando pois os consumidores não iriam aplicar a correção de qualquer jeito. Porém, em casos de ataques grandes, não vamos apenas corrigir o problema, como vamos colocar soluções para que as pessoas se protejam.

No entanto, é importante saber que 85% das falhas que nós reportamos – de forma privada – foram corrigidas antes que houvesse qualquer notificação pública. Portanto, a grande maioria das falhas são concertadas antes que os usuários sejam expostos a qualquer tipo de risco.

Como funciona o trabalho do Microsoft Security Response Center?
Mike Reavey – O time do Security Response coordena qualquer vulnerabilidade que é encontrada em produtos da Microsoft, como Windows, Internet Explorer e Office. Nós não criamos a correção. Nós trabalhamos com engenheiros do produto, que conhecem bem o sistema, e eles nos ajudam a criar a correção. O que fazemos é trabalhar com a equipe do produto para entender a brecha encontrada pelo hacker. Mais do que apenas concertar um problema, nossa equipe tenta resolver o maior número possível de falhas. Desta forma, quando os consumidores baixam a atualização, ela irá durar por mais tempo.

Quantas pessoas trabalham no Microsoft Security Response Center?
Mike Reavey – Mais de 40 pessoas. Porém, nós temos funcionários dedicados nas equipes dos produtos que também trabalham nos problemas de segurança. Para a maioria das ocorrências, há centenas de pessoas trabalhando na atualização de segurança. E, para incidentes maiores, é possível ter mais de 1 mil funcionários focados na falha.

Como é feita a escala dos funcionários?
Mike Reavey – Em uma grande falha, nós trabalhamos no modelo chamado “seguindo o sol” (quando as tarefas são repassadas para equipes em outras partes do mundo). A Microsoft é uma empresa global que trabalha com equipes em várias partes do mundo, como China, Índia e Europa. Muitas falhas são resolvidas durante o horário comercial. Porém, em incidentes de alta prioridade, nós não paramos de funcionar e trabalhamos 24 horas por dia em sete dias por semana no modelo “seguindo o sol” (quando um escritório fecha na Califórnia, outra equipe pega as tarefas no Japão, por exemplo).

Como a Microsoft acompanha as mudanças na área da segurança?
Mike Reavey – O nosso trabalho nunca é chato. Nós acompanhamos o desenvolvimento do cenário de segurança ao longo dos anos e a Microsoft tem crescido junto com esse panorama. Porém, uma das razões que fazemos eventos como o “BlueHat” é porque a comunidade de pesquisadores está sempre encontrando novas maneiras inovadoras de testar a segurança dos produtos. Nós criamos uma relação com essa comunidade para entender a sua metodologia.

Como a Microsoft gerencia os avisos de brechas enviados pelos clientes?
Mike Reavey – Os tipos de vulnerabilidade estão sempre mudando e as defesas também. Nós recebemos mais de 100 mil e-mails no site da Microsoft Security por ano. Nós temos funcionários que olham todos esses e-mails para entender se algum deles envolve vulnerabilidade. A maioria dessas mensagens não tem relação com segurança. Por isso, acabamos selecionando 1 mil e-mails para investigar. Chegam perguntas de suporte como “minha conta do Hotmail está comprometida”. Mas isso é normal porque o endereço da Microsoft Security é muito procurado. Porém, não usamos filtro de spam e nem sistema automático porque podemos receber problemas críticos também. Realmente temos pessoas que cuidam do e-mail 24 horas por dia.

Quais os principais desafios das ameaças de hoje?
Mike Reavey – As ameaças estão ficando melhores e mais desafiadoras em várias áreas. Por
exemplo: quando eu cheguei na Microsoft (em 2003), você via vírus que atacavam as máquinas quando o usuário não estava fazendo nada. Hoje, não se vê mais isso pois as ameaças estão diferentes. O que está acontecendo hoje, mais do que nunca, é um esforço colaborativo, uma defesa de base da comunidade, onde não há um produto trabalhando por si só tentando resolver o problema. Eles estão trabalhando com outros. Eu acho que isso é necessário para tentar criar mais confiança na internet.

Como é sempre ter que corrigir um problema novo em um produto diferente?
Mike Reavey – É sempre muito desafiador para a Microsoft atualizar os seus produtos, pois há várias versões, em diversas línguas e com diferentes funções. Mesmo assim, atualizamos os sistemas todos os meses, na segunda terça-feira de cada mês, às 10h [horário do Pacífico, 15h de Brasília]. Algumas vezes, atualizamos 600 milhões de sistemas [de usuários] durante a primeira semana do mês. E, se nós “invalidamos” algo, as pessoas não irão instalar a atualização. Então, a prioridade número 1 nas nossas atualizações de segurança é ter sempre muita qualidade. Nós construímos processos e testamos sistemas e isso leva algum tempo. Por isso, realizar esses testes é um processo muito intenso e que leva tempo.

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/04/nao-corrigimos-falhas-menores-para-nao-danificar-o-produto-diz-microsoft.html

Deixe um comentário »

G1 – Mãe conta drama de escolher que filho salvar após carro cair em represa – notícias em Mundo

Uma mãe de família contou à Justiça britânica o terror de escolher que filho salvar após um acidente em que seu carro caiu em uma represa.

Rachel Edwards, de 39 anos, dirigia o carro acompanhada de sua filha de 2 anos e de seu filho de 16 quando passou por um buraco e perdeu a direção na região de Lincolnshire, no nordeste da Inglaterra, em agosto do ano passado.

A mãe conseguiu escapar do carro pela janela enquanto o veículo afundava. Porém, teve de enfrentar o drama de escolher entre salvar a vida do filho de 16 anos de idade ou da filha de 2 anos.

Dois amigos do filho também estavam no carro e conseguiram escapar pela janela e buscar ajuda.

Ao depor no inquérito sobre o acidente, na cidade de Horncastle, em Lincolnshire, Edwards disse que ainda não teve tempo de entender a sequência de eventos que se desenrolaram muito rapidamente.

‘Sei que passei por cima do buraco e o carro balançou para a direita e depois, não sei por que, para a esquerda. Não sei se passei por cima de um buraco e depois por outro buraco’, disse a mãe. ‘Não sei como fui parar na água, não sei.’

Sequência rápida
O grupo, que vive em Essex, no sudeste da Inglaterra, estava no norte do país em férias. A mãe estava grávida de seis meses quando o acidente ocorreu.

Com o carro cerca de 3 metros abaixo da superfície, Edwards e os dois amigos do filho escaparam, mas o filho Jack, de 16 anos, e a filha de 2, Isabella, continuaram presos.

A mãe decidiu então regressar e tentar resgatar os filhos. Foi então que percebeu que só poderia levar um de volta à superfície. Edwards liberou Isabella da poltrona do carro, mas nesse momento o veículo voltou a afundar.

‘Fomos puxados para baixo e, quando conseguimos nadar para cima novamente, notei que que ela estava apavorada. Eu queria voltar para o carro, mas não tinha onde deixá-la’, disse a mãe. ‘Eu sabia que se a deixasse sobre uma roda ela cairia, por isso não voltei para salvar Jack. Apenas esperei e esperei.’

Ao chegar à cena do acidente, um policial mergulhou na represa e conseguiu tirar Jack do carro. Entretanto, o filho já estava inconsciente e foi dado como morto no hospital. Um exame póstumo comprovou que o adolescente morreu por afogamento.

À época do acidente, Edwards disse que ‘sabia que se eu soltasse Isabella, não conseguiria pegá-la de volta’. ‘Desde então eu passo todos os meus momentos pensando em como eu poderia ter salvado meus dois filhos’, disse.

Perigosa
Embora o limite de velocidade na estrada seja de 60 milhas por hora (96,5 km/h), uma simulação conduzida pela polícia demonstrou que viajar à metade desta velocidade constitui uma experiência ‘desconfortável e perigosa’ na rodovia.

Os peritos avaliaram que desenvolver uma velocidade de 65 km/h na estrada já compromete a segurança do percurso.

Entretanto, o investigador forense do caso, Paul Smith, concluiu que a mãe não dirigia a uma velocidade acima do permitido por lei.

Para ele, a causa do acidente foram as más condições da estrada, que representa um risco ‘maior que uma simples estrada de terra’.

O especialista disse que alertará as autoridades de Lincolnshire para que as devidas providências de sinalização sejam tomadas.

As autoridades do condado lamentaram o incidente e afirmaram que os trabalhos de reparo na rodovia já foram concluídos.

G1 – Mãe conta drama de escolher que filho salvar após carro cair em represa – notícias em Mundo.

Deixe um comentário »

G1 – ‘Ele matou minha amiga’, diz aluna que sobreviveu a ataque em escola – notícias em Rio de Janeiro

Uma das alunas da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, nesta quinta-feira (7), lembra os momentos de terror na unidade. Aos 12 anos, ela viu o atirador entrar na escola e estava dentro da sala de aula quando ele abriu fogo contra os alunos.

“Ele começou a atirar. Eu me agachei e, quando vi, minha amiga estava atingida. Ele matou minha amiga dentro da minha sala”, conta ela, que afirma que estava no pátio na hora em que Welligton Menezes de Oliveira entrou na escola.

“Ele estava bem vestido. Subiu para o segundo andar e eu ouvi dois tiros. Depois, todos os alunos subiram para suas salas. Depois ele subiu para o terceiro andar, onde é a minha sala, entrou e começou a atirar”, completou.

 

G1 – ‘Ele matou minha amiga’, diz aluna que sobreviveu a ataque em escola – notícias em Rio de Janeiro.

Deixe um comentário »

Ex-vice-presidente José Alencar morre aos 79 anos

O ex-vice-presidente da República José Alencar, 79 anos, morreu às 14h41 desta terça (29), no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, em razão de câncer e falência múltipla de órgãos, segundo informou o hospital.

Após conversar com Josué Alencar, filho do ex-vice, a presidente Dilma Rousseff afirmou em Portugal que o velório será no Palácio do Planalto, em Brasília, aberto à visitação pública e com previsão de início às 10h30.

"Foi uma grande honra ter convivido com ele. Vai deixar uma marca. Estamos muito emocionados", afirmou Dilma.

Na quinta (31), o corpo também será velado em Belo Horizonte, no Palácio da Liberdade.

Em Portugal, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chorou ao falar sobre a morte do ex-vice. "Conheço poucos seres humanos que tenham a alma de José Alencar, a bondade dele”, disse.

Primeiro ministro a se manifestar sobre o assunto nesta terça, Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, também se emocionou ao receber a notícia durante uma entrevista (saiba o que disseram outros políticos e personalidades).

A morte de Alencar também repercutiu no exterior. O presidente da República em exercício, Michel Temer, decretou luto oficial de sete dias.

Na UTI
Na última das várias internações, Alencar estava desde segunda (28) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com quadro de suboclusão intestinal.

O ex-vice-presidente lutava contra o câncer havia 13 anos, mas nos últimos meses, a situação se complicou.

Após passar 33 dias internado – inclusive no Natal e no Ano Novo –, o ex-vice-presidente havia deixado o hospital no último dia 25 de janeiro para ser um dos homenageados no aniversário de São Paulo.

A internação tinha sido motivada pelas sucessivas hemorragias e pela necessidade de tratamento do câncer no abdômen. No dia 26 de janeiro, recebeu autorização da equipe médica do hospital para permanecer em casa. No entanto, acabou voltando ao hospital dias depois.

Durante o período de internação, Alencar manifestou desejo de ir a Brasília para a posse da presidente Dilma Rousseff. Momentos antes da cerimônia, cogitou deixar o hospital para ir até a capital federal a fim de descer a rampa do Palácio do Planalto com Luiz Inácio Lula da Silva.

Ele desistiu após insistência da mulher, Mariza. Decidiu ficar, vestiu um terno e chamou os jornalistas para uma entrevista coletiva, na qual explicou por que não iria à posse e disse que sua missão estava “cumprida”.

Na conversa com os jornalistas, voltou a dizer que não tinha medo da morte. “Se Deus quiser que eu morra, ele não precisa de câncer para isso. Se ele não quiser que eu vá agora, não há câncer que me leve”, disse.

No mesmo dia, ele recebeu a vista de Lula, que deixou Brasília logo após a posse de Dilma.

Internações
Os últimos meses de Alencar foram de internações sucessivas. Em 9 de fevereiro, ele foi hospitalizado devido a uma perfuração no intestino.

O ex-vice-presidente já havia permanecido internado de 23 de novembro a 17 de dezembro para tratar uma obstrução intestinal decorrente dos tumores no abdômen. No dia 27 de novembro, foi submetido a uma cirurgia para retirada de parte do tumor e de parte do intestino delgado.

Alencar passou alguns dias na UTI Cardiológica e começou a fazer sessões de hemodiálise depois que os médicos detectaram piora da função renal. Em setembro de 2010, foi internado em razão de um edema agudo de pulmão.

No dia 25 de outubro, voltou ao Sírio-Libanês ao apresentar um quadro de suboclusão intestinal. Dias após a internação, ainda no hospital, sofreu um infarto no fim da tarde do dia 11 de novembro. Foi submetido a cateterismo, “que não mostrou obstruções arteriais importantes”.

Batalha contra o câncer
O ex-vice-presidente travou uma longa batalha contra a doença. Nos últimos 13 anos, enfrentou uma série de operações e tratamentos médicos. Foram mais de 15 cirurgias. Em abril de 2010, desistiu da candidatura ao Senado para se dedicar ao tratamento do câncer.

Desde 1997, foram mais de dez cirurgias para retirada de tumores no rim, estômago e região do abdômen, próstata, além de uma cirurgia no coração, em 2005.

A maior delas, realizada em janeiro de 2009, durou quase 18 horas. Nove tumores foram retirados. Exames realizados alguns meses depois, no entanto, mostraram a recorrência da doença.

Também em 2009, iniciou em Houston, nos Estados Unidos, um tratamento experimental contra o câncer. Alencar obteve autorização para participar, como voluntário, dos testes com um novo medicamento no hospital MD Anderson, referência no tratamento contra a doença. O tratamento não surtiu o efeito esperado e o então vice-presidente voltou a fazer quimioterapia em São Paulo.

José Alencar era casado com Mariza Campos Gomes da Silva e deixa três filhos: Josué Christiano, Maria da Graça e Patrícia.

Tratamento no exterior
O tratamento experimental nos EUA em 2009 não foi a primeira tentativa de Alencar de obter a cura fora do país. Ele já havia viajado para os Estados Unidos em 2006 para se tratar com especialistas. No ano seguinte, no entanto, os exames mostraram que o câncer havia se espalhado para o peritônio, uma membrana que reveste as paredes do abdômen.

29/03/2011 14h53 – Atualizado em 29/03/2011 18h41

Ex-vice-presidente José Alencar morre aos 79 anos

Nos últimos 13 anos, Alencar enfrentou batalha contra o câncer.
Ele passou por diversas cirurgias e buscou tratamento alternativo nos EUA.

Do G1

imprimir

José Alencar (Foto: Futura Press)O ex-vice José Alencar (Foto: Futura Press)

O ex-vice-presidente da República José Alencar, 79 anos, morreu às 14h41 desta terça (29), no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, em razão de câncer e falência múltipla de órgãos, segundo informou o hospital.

Após conversar com Josué Alencar, filho do ex-vice, a presidente Dilma Rousseff afirmou em Portugal que o velório será no Palácio do Planalto, em Brasília, aberto à visitação pública e com previsão de início às 10h30.

"Foi uma grande honra ter convivido com ele. Vai deixar uma marca. Estamos muito emocionados", afirmou Dilma.

Na quinta (31), o corpo também será velado em Belo Horizonte, no Palácio da Liberdade.

Em Portugal, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chorou ao falar sobre a morte do ex-vice. "Conheço poucos seres humanos que tenham a alma de José Alencar, a bondade dele”, disse.

Primeiro ministro a se manifestar sobre o assunto nesta terça, Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, também se emocionou ao receber a notícia durante uma entrevista (saiba o que disseram outros políticos e personalidades).

A morte de Alencar também repercutiu no exterior. O presidente da República em exercício, Michel Temer, decretou luto oficial de sete dias.

Na UTI
Na última das várias internações, Alencar estava desde segunda (28) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com quadro de suboclusão intestinal.

O ex-vice-presidente lutava contra o câncer havia 13 anos, mas nos últimos meses, a situação se complicou.

Após passar 33 dias internado – inclusive no Natal e no Ano Novo –, o ex-vice-presidente havia deixado o hospital no último dia 25 de janeiro para ser um dos homenageados no aniversário de São Paulo.

saiba mais

A internação tinha sido motivada pelas sucessivas hemorragias e pela necessidade de tratamento do câncer no abdômen. No dia 26 de janeiro, recebeu autorização da equipe médica do hospital para permanecer em casa. No entanto, acabou voltando ao hospital dias depois.

Durante o período de internação, Alencar manifestou desejo de ir a Brasília para a posse da presidente Dilma Rousseff. Momentos antes da cerimônia, cogitou deixar o hospital para ir até a capital federal a fim de descer a rampa do Palácio do Planalto com Luiz Inácio Lula da Silva.

Ele desistiu após insistência da mulher, Mariza. Decidiu ficar, vestiu um terno e chamou os jornalistas para uma entrevista coletiva, na qual explicou por que não iria à posse e disse que sua missão estava “cumprida”.

Na conversa com os jornalistas, voltou a dizer que não tinha medo da morte. “Se Deus quiser que eu morra, ele não precisa de câncer para isso. Se ele não quiser que eu vá agora, não há câncer que me leve”, disse.

No mesmo dia, ele recebeu a vista de Lula, que deixou Brasília logo após a posse de Dilma.

Internações
Os últimos meses de Alencar foram de internações sucessivas. Em 9 de fevereiro, ele foi hospitalizado devido a uma perfuração no intestino.

O ex-vice-presidente já havia permanecido internado de 23 de novembro a 17 de dezembro para tratar uma obstrução intestinal decorrente dos tumores no abdômen. No dia 27 de novembro, foi submetido a uma cirurgia para retirada de parte do tumor e de parte do intestino delgado.

Alencar passou alguns dias na UTI Cardiológica e começou a fazer sessões de hemodiálise depois que os médicos detectaram piora da função renal. Em setembro de 2010, foi internado em razão de um edema agudo de pulmão.

No dia 25 de outubro, voltou ao Sírio-Libanês ao apresentar um quadro de suboclusão intestinal. Dias após a internação, ainda no hospital, sofreu um infarto no fim da tarde do dia 11 de novembro. Foi submetido a cateterismo, “que não mostrou obstruções arteriais importantes”.

Batalha contra o câncer
O ex-vice-presidente travou uma longa batalha contra a doença. Nos últimos 13 anos, enfrentou uma série de operações e tratamentos médicos. Foram mais de 15 cirurgias. Em abril de 2010, desistiu da candidatura ao Senado para se dedicar ao tratamento do câncer.

Desde 1997, foram mais de dez cirurgias para retirada de tumores no rim, estômago e região do abdômen, próstata, além de uma cirurgia no coração, em 2005.

A maior delas, realizada em janeiro de 2009, durou quase 18 horas. Nove tumores foram retirados. Exames realizados alguns meses depois, no entanto, mostraram a recorrência da doença.

Também em 2009, iniciou em Houston, nos Estados Unidos, um tratamento experimental contra o câncer. Alencar obteve autorização para participar, como voluntário, dos testes com um novo medicamento no hospital MD Anderson, referência no tratamento contra a doença. O tratamento não surtiu o efeito esperado e o então vice-presidente voltou a fazer quimioterapia em São Paulo.

José Alencar era casado com Mariza Campos Gomes da Silva e deixa três filhos: Josué Christiano, Maria da Graça e Patrícia.

Tratamento no exterior
O tratamento experimental nos EUA em 2009 não foi a primeira tentativa de Alencar de obter a cura fora do país. Ele já havia viajado para os Estados Unidos em 2006 para se tratar com especialistas. No ano seguinte, no entanto, os exames mostraram que o câncer havia se espalhado para o peritônio, uma membrana que reveste as paredes do abdômen.

Iniciava-se, então, a série de cirurgias na região. Em 2008, foram três internações. Em janeiro e em julho, exames mostraram uma reincidência de tumores abdominais. Em agosto, Alencar começou tratamento com um novo medicamento, a Trabectedina.

Com a saúde fragilizada, o ex-vice-presidente também foi internado por outros problemas. Em novembro de 2008, durante uma visita a Resende (RJ), teve fortes dores abdominais. O diagnóstico foi enterite (inflamação intestinal). Segundo os médicos, não havia relação com o câncer. Vinte dias depois, ele foi internado novamente, com quadro de insuficiência renal. Recebeu alta dois dias depois.

Sempre bem-humorado nas sucessivas vezes em que deixou o hospital Sírio-Libanês, chegava a brincar com seu próprio quadro clínico. "Estou melhor do que das outras vezes", repetia.

Após a maior das cirurgias, em 2009, Alencar saiu do hospital dizendo que não temia a morte. “Não tenho medo da morte, porque não sei o que é a morte. A gente não sabe se a morte é melhor ou pior. Eu não quero viver nenhum dia que não possa ser objeto de orgulho", afirmou. “Peço a Deus que não me dê nenhum tempo de vida a mais, a não ser que eu possa me orgulhar dele.”

Problemas de saúde ‘paralelos’
O ano de 2010 começaria com uma boa notícia para o então vice-presidente. O tumor que tratava vinha apresentando redução, segundo o hospital.

Alguns meses mais tarde, no entanto, ele começou a ter problemas de saúde “paralelos” ao câncer.

No início de maio, numa das idas ao hospital para a quimioterapia, apresentou pressão alta. Exames apontaram isquemia cardíaca e uma “obstrução grave” numa das artérias.

Alencar então passou por um cateterismo e uma angioplastia e recebeu um “stent”, um mecanismo que “alarga” a artéria. No total, ficou nove dias internado.

No final do mesmo mês, queixando-se de fadiga, foi internado novamente. Após exames, o hospital constatou que ele estava anêmico e tinha um “quadro congestivo pulmonar”, consequência da quimioterapia.

O tratamento, no entanto, continuava a dar resultados positivos, com a redução dos tumores.

No final de agosto, contraiu uma infecção, que foi tratada com antibióticos. Ele seria internado novamente poucos dias depois, no início de setembro, com o diagnóstico de edema agudo de pulmão. Foram mais seis dias no hospital.

Fonte: http://g1.globo.com/politica/noticia/2011/03/ex-vice-presidente-jose-alencar-morre-aos-79-anos.html

Deixe um comentário »

Apple se torna US$ 100 bilhões mais valiosa do que a Microsoft

image

A Apple ultrapassou nesta terça-feira (15) em US$ 100 bilhões o valor de mercado (soma do valor das ações) da Microsoft, de acordo com a bolsa Nasdaq. A companhia, a mais valiosa do ramo de tecnologia, alcançou um valor de US$ 330 bilhões, enquanto que Microsoft, em segundo lugar, possui US$ 228 bilhões.

Em maio de 2010 a Apple ultrapassou a Microsoft em valor de mercado, tornando-se a empresa de tecnologia mais valiosa do mundo. Na época, a companhia alcançou US$ 222 bilhões em valor de mercado, enquanto que a empresa fundada por Bill Gates ficou com US$ 219 bilhões.

Nove meses depois, a Apple havia se valorizado em US$ 108 bilhões, enquanto a Microsoft ficara apenas US$ 9 bilhões maior, segundo a bolsa Nasdaq.

Google e IBM estão se aproximando da Microsoft. A dona do maior site de buscas do mundo está na quarta colocação, com US$ 200 bilhões em valor de mercado, enquanto que a IBM, em terceiro, está com US$ 202 bilhões.

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/02/apple-se-torna-us-100-bilhoes-mais-valiosa-do-que-microsoft.html

Deixe um comentário »

Sony anuncia ‘PlayStation Phone’ durante intervalo do SuperBowl

A Sony escolheu um comercial (assista) no intervalo da final do SuperBowl, na noite de domingo (6), para anunciar o smartphone “Xperia Play”, que, durante rumores publicados pela imprensa, foi chamado de "PlayStation Phone". A apresentação oficial do aparelho será em 13 de fevereiro, durante o evento “Mobile World Congress”, em Barcelona, na Espanha.

No comercial exibido durante o intervalo do maior evento esportivo da TV americana, um médico implanta polegares no boneco do Android para que ele possa jogar games no novo smartphone. Ao final do vídeo aparece a frase: "Android está pronto para jogar". Uma página no Facebook também foi criada para promover o aparelho, que será baseado na versão mais recente do sistema operacional do Google, o Android 2.3, chamado “Gingerbread”.

Como mostra o vídeo, o "Xperia Play" possui uma aba deslizante que revela os controles para jogar videogame, similares aos do portátil PSP e será o primeiro smartphone com certificado para PlayStation. A Sony usará a plataforma PlayStation Suite, que permite aos usuários acessarem a loja de games PlayStation Store e que celulares Android rodem games de PSone.

image

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/02/sony-anuncia-playstation-phone-durante-intervalo-do-superbowl.html

Deixe um comentário »

Google acusa Bing de plagiar seus resultados de busca

O Google acusou na terça-feira (1) a Microsoft de copiar os resultados gerados por seu serviço de busca e oferecê-los aos usuários do Bing, criado em 2009. As acusações foram publicadas pelo blog "Search Engine Land".

"Passei toda minha carreira perseguindo um bom buscador. Não tenho problemas com um concorrente que desenvolva um inovador, mas copiar não é inovação", disse o engenheiro do Google Amit Singhal.

Segundo a companhia, os técnicos do Google começaram a suspeitar das práticas do Bing em maio do ano de 2010, quando, comparando as buscas, comprovaram que o site da Microsoft oferecia os mesmos resultados que os seus.

Com a passagem dos meses, a companhia observou que os resultados do Bing eram cada vez mais semelhantes com os do Google. A cópia dos resultados teria sua origem por meio dos usuários do Internet Explorer, navegador que Microsoft, que usam o Google como buscador. Cada vez que eles faziam uma pesquisa, o navegador notificava o Bing sobre o processo e os resultados.

imageTestes
Para acabar com as dúvidas, a Google iniciou um plano e criou um código que gerasse um resultado específico no buscador quando se introduzissem termos sem sentido como "hiybbprqag" e "mbzrxpgjys". Duas semanas após introduzir esse código, o Bing começou a apresentar os mesmos resultados.

"É uma loucura. Não tinha visto algo assim em meus 10 anos trabalhando com isso", disse Matt Cutts, diretor de qualidade de busca do Google.

Por sua vez, a Microsoft negou a acusação de plágio por meio de seu vice-presidente para produtos de busca, Harry Shum, que participou na terça-feira (1) de um evento em San Francisco sobre o futuro dos buscadores.

Shum afirmou que gostaria que o Google tivesse entrado em contato com a Microsoft antes de fazer essas acusações em público, e, embora tenha admitido as coincidências, negou que o Bing estivesse imitando as buscas do Google. "Esses (os casos de plágio assinalados pelo Google) foram alguns poucos exemplos elaborados de forma muito criativa", disse Shum.

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/02/google-acusa-bing-de-plagiar-seus-resultados-de-busca.html

Deixe um comentário »

Aluno paga US$ 14 mil em notas de US$ 1

Em protesto contra os aumentos nos custos do estudo superior nos Estados Unidos, o estudante americano Nic Ramos pagou a sua anuidade de US$ 14 mil (equivalente a cerca de R$ 23,5 mil) na universidade do Colorado em notas de um dólar.

Com a sua mala de dinheiro, o universitário quis chamar a atenção do país para a dificuldade cada vez maior enfrentada por estudantes para pagar a sua educação.

Ele afirmou que ao entregar a mala de dinheiro, todos os funcionários ficaram ‘boquiabertos’ e ‘não acreditavam no que viam’.

image

A pilha de notas de US$ 1. (Foto: BBC)

 

‘Não ficaram exatamente zangados, mas nada satisfeitos (com a perspectiva de ter que contar a pilha de dólares).’

A universidade culpa o governo estadual pelos aumentos.

O representante da instituição Michael Carrigan diz que o orçamento da universidade não sobe há três anos e que, nos últimos anos, foram cortados US$ 50 milhões.

Para ele, o governo deveria aumentar o financiamento para educação, já que o Colorado é o penúltimo Estado americano no ranking de investimentos em educação superior.

Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/01/aluno-paga-us-14-mil-em-notas-de-um.html

Deixe um comentário »

Casseta & Planeta vai sair do ar em dezembro

Após 18 anos no ar, o humorístico "Casseta & Planeta urgente" sairá do ar no final de dezembro, informou a Central Globo de Comunicação na tarde desta sexta-feira (26). Segundo Helio de la Peña, um dos integrantes do grupo, a decisão foi tomada nesta tarde e informada à equipe técnica.

Os comediantes terão férias após o fim de dezembro. Um novo projeto de humorístico com Hubert, de la Peña, Beto Silva, Maria Paula, Reinaldo, Claudio Manuel e Marcelo Madureira deve entrar no ar a partir do segundo semestre de 2011. Não há uma ideia de como será o novo programa. "Se a gente tivesse uma não precisaríamos sair dessa forma", brinca de la Peña, em entrevista ao G1. "Não dá para trocar pneu com o carro andando, só conversamos até a parada", completa.
O humorista diz que o fim do "Casseta & Planeta urgente", que era transmitido sempre às noites das terças-feiras, ocorre após um período de "inquietação do grupo" e não teve relação com alguma decisão da TV Globo. E também aproveita para ressaltar que o objetivo não é que cada integrante crie um projeto solo com o hiato. "O grupo continua trabalhando junto. Estamos na televisão desde 1988, com o ‘TV pirata’, e sempre tínhamos uma parada no mês de janeiro. Nunca dava tempo de repensar o programa, o seu fim tem tudo a ver com os 19 anos que ele faria", comenta.

De acordo com de la Peña, uma preocupação em relação a nova atração é que ela continue popular. "Temos de pensar no público que assiste à TV aberta. É um veículo extremamente popular, não dá para fazer TV a cabo no horário nobre".

Fonte: http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/11/programa-casseta-planeta-urgente-sai-do-ar-apos-18-anos.html

1 Comentário »

Serra ganha direito de resposta em programa de Dilma Rousseff

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu, na noite desta terça-feira (19) o primeiro direito de resposta no segundo turno das eleições presidenciais. José Serra (PSDB) ganhou o direito de veicular uma resposta no programa de televisão da adversária, a candidata do PT, Dilma Rousseff. O tucano ganhou 1 minuto para rebater as acusações sobre a privatização da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), e de número de privatizações de empresas públicas no estado de São Paulo.

Em outro processo, pelo mesmo motivo e pelos mesmos argumentos, o tribunal concedeu à coligação de Serra direito de resposta de um minuto na propaganda de rádio da coligação de Dilma.

Com as decisões, a resposta concedida a Serra, com duração de 1 minuto, será veiculada uma vez no rádio e duas na televisão. A coligação pode ingressar com embargos de declaração junto ao tribunal, mas eles não têm o poder de alterar a decisão. As mídias com as resposta a serem veiculadas precisam ser apresentadas em até 36 horas.

Os advogados de Serra argumentam que a propaganda “não se ateve a fatos reais e públicos quando disse não ter havido nenhum grande programa habitacional e de distribuição de renda no governo Fernando Henrique Cardoso”. A coligação também questionou o fato de o programa da petista ter afirmado que, durante o governo FHC, “José Serra teria contribuído para privatizar 31 empresas públicas paulistas e coordenado a privatização da CSN”. O presidenciável foi ministro do Planejamento e da Saúde no governo de Fernando Henrique.

Relator do processo, o ministro Joelson Dias destacou em seu voto que é fato que a CSN foi privatizada em 1993, durante o governo Itamar Franco, portanto, antes do governo Fernando Henrique Cardoso e de José Serra ser um de seus ministros. O relator também concedeu direito de resposta para que a coligação de José Serra rebata a afirmação da coligação adversária de que 31 empresas públicas foram privatizadas em São Paulo, durante o governo FHC. A defesa de José Serra afirma que foram nove empresas.

“Defiro o direito de resposta neste ponto porque não se pode levar a extremos tão desarrazoados ”, afirmou o ministro Joelson Dias em seu voto.

Os ministros Marco Aurélio e Dias Toffoli divergiram do voto do relator. O ministro Marco Aurélio votou também por estender o direito de resposta à afirmação da propaganda de que no governo Fernando Henrique Cardoso não teria havido programas habitacional e de distribuição de renda. Já o ministro Dias Toffoli se manifestou por conceder o direito de resposta apenas na parte em que a propaganda afirmou ter José Serra conduzido o processo de privatização da CSN.

Fonte: http://g1.globo.com/especiais/eleicoes-2010/noticia/2010/10/serra-ganha-direito-de-resposta-em-programa-de-dilma-rousseff.html

Deixe um comentário »

Como o cérebro percebe o tempo

O ano de 2010 chegou como uma surpresa para muita gente. Quer dizer que os anos 90 já passaram? Uma década. Mesmo?

Pois é, passou rápido, como se tivéssemos adiantado o filme da vida.
Esse sentimento é, em geral, mais forte em dezembro e janeiro. É aí que
percebemos que não conseguimos realizar alguns de nossos objetivos para
o ano novo, os velhos hábitos continuam, aquela prometida viagem não
aconteceu. A academia, aqueles livros, ficaram para o próximo ano.

A sensação do tempo passando é relativa. Depende de uma série de
variáveis, incluindo como você lida com a situação. A verdade é que a
ciência ainda não tem uma resposta conclusiva sobre como isso ocorre em
nosso cérebro. Uma teoria sugere que existam algumas células nervosas
especializadas em contar intervalos de tempo. Outra sugere que existe
uma série de redes neuronais responsáveis por processos fisiológicos
que agiriam como um relógio interno.

De qualquer forma, ambas as teorias concordam que o cérebro não
consegue calibrar corretamente eventos que acontecem em intervalos de
tempo distantes entre si. Dados experimentais sugerem que o cérebro
interpreta o tempo passando mais rapidamente caso você esteja envolvido
em uma tarefa desafiadora, que requer mais de você. Estimulantes, como
a cafeína, tendem a induzir a sensação de que o tempo passa mais
rápido. Por outro lado, trabalhos complexos, mas enfadonhos, causam a
sensação de que o tempo se arrasta lentamente.

Além disso, eventos emocionais, como a morte de um parente querido,
parecem mais recentes do que realmente são. Às vezes, nosso cérebro
erra por meses, ou até anos. Segundo o filósofo Martin Heidegger, o
tempo persiste meramente como uma consequência de diversos eventos.
Parece óbvio, mas a ciência tem mostrado que o inverso também é
verdadeiro: se poucos eventos vêem à mente, então a percepção do tempo
não persiste. Ou seja, o cérebro subestima a passagem do tempo.

Experimentos feitos com estudantes universitários testaram a
habilidade do cérebro de estimar quando um determinado evento havia
realmente ocorrido. Foram usados exemplos populares do noticiário da TV
americana, como a morte de um artista famoso ou a renúncia de um
político. Em média, os estudantes subestimaram por três meses quanto
tempo havia passado desde o episódio real.

Esses dados não foram vistos como uma total surpresa. Num exemplo
clássico, o explorador Frances Michel Siffre viveu durante 2 meses
dentro de uma caverna, isolado do exterior e sem dicas de passagem do
tempo, como algum resquício da luz do dia. Ao final do período, estava
convencido de que havia ficado apenas 25 dias. Sem evidências externas,
o cérebro tende a condensar o tempo.

Interessante notar que a forma pela qual o cérebro fixa o tempo
relativo dos eventos é por meio da memória. Assim, quanto mais memórias
os estudantes do estudo acima tinham sobre determinado evento, menos
precisa ficava a estimativa do cérebro. É mesmo contraintuitivo: quando
mais memórias associadas sobre um determinado evento, mais longe parece
estar o evento original.

Se esse mecanismo é conservado entre as espécies, é possível que
alguns animais não sintam a passagem do tempo como nós, pois não têm o
mesmo tipo de memória de longo prazo. Ou seja, não têm consciência
temporal. Para um peixe-dourado, cuja memória dura alguns segundos, o
tempo não passa, só existe presente.

Essa mesma dinâmica pode explicar por que parece que os filhos dos
outros envelhecem mais rapidamente do que os nossos. Ora, os pais
acompanham cada resfriado, prova de escola e birra dos próprios filhos,
unindo uma série de memórias ou estímulos contínuos. Com os filhos dos
outros, o número de eventos associados a eles é reduzido.

Isso explica a sensação de aceleramento do tempo em janeiro.
Resoluções do ano passado que foram esquecidas representam apenas um
único estímulo de memória. Ao contrário, as resoluções que saíram do
papel e realmente entraram em prática serviram como estímulos
independentes, desacelerando o tempo. Enfim, se essa década de 90
passou rápido para você, talvez esteja na hora de parar de sonhar e
concretizar novos desafios.

 

Fonte

Deixe um comentário »

%d blogueiros gostam disto: