JotaPêAh!

Drums

 

 

http://www.ronwinter.tv/drums.html

Deixe um comentário »

Os bananas e a macacada

Fonte: http://noticias.r7.com/blogs/o-provocador/2012/05/10/os-bananas-e-a-macacada/

Depois não digam que eu não avisei. A onda do politicamente correto vai virar um tsunami. E vai afogar a todos num oceano de bobagens. Essa turma de engomadinhos não tem limite. Abrem mão do bom senso sem nenhum pudor, em troca das mais insanas paranoias. Gente doida.

A última aparição desses bananas assassinos se deu por conta da música “Kong”,  de Alexandre Pires. No vídeo de divulgação, o cantor e convidados, entre eles Neymar, aparecem vestidos, vejam só seque coincidência, de gorilas. Kong. King. Entendeu?

Pois tem gente que não entendeu. Viram racismo onde eu só vejo bom humor e música ruim. Se o Ministério Público implicasse com a baixaria da letra, já seria coisa de primatas. Mas acusar um cantor negro de racismo é piada pior que as do Danilo Gentili.

A música não ofende ninguém, além dos que ainda cultivam alguma esperança na música popular. Fora isso, só uma mente bem pervertida para enxergar algum preconceito naquela porcaria.

Deve ser falta do que fazer. Ou vontade de fazer o que não faz falta. Caso uma única folha de papel tenha sido gasta nesse delírio já é questão de enquadrar em crime ambiental.

Se à primeira vista essa situação parece apenas esdrúxula e patética, não vamos nos iludir, logo ali na frente todos perdem o controle e entraremos num mundo de regras absurdas para situações banais.

Quanto menos o Estado (leia-se Executivo, Legislativo e Judiciário) se meter em questões subjetivas, melhor para a humanidade. Trabalho é que não falta para nossos funcionários públicos.

Essa quadrilha dos politicamente corretos precisa levar uma enquadrada. “É no pelo do macaco que o bicho vai pegar”. Tô avisando.

Deixe um comentário »

2012, Mais e Fim do Mundo

Fonte: http://porque2012.com/porque2012.html

Segundo a cosmologia Maia, o Planeta Terra possui 5 grandes ciclos ou eras, cada um com cerca de 5.125 anos. Para eles, 4 já passaram. "Os 4 ciclos anteriores terminaram em destruição. A profecia maia do juízo final refere-se ao último dia do 5º ciclo, ou seja, 21 de dezembro de 2012." diz Steven Alten. O quinto e atual ciclo também terminará em destruição? O que irá desencadeá-la? A resposta pode estar em um raro fenômeno cósmico que os maias previram a mais de 2.000 anos. "A profecia maia para 2012 baseia-se em um alinhamento astronômico. Em dezembro de 2012, o sol do solstício vai se alinhar com o centro de nossa galáxia. É um raro alinhamento cósmico. Acontece uma vez a cada 26.000 anos" diz John Major Jenkins, autor do livro Maya Cosmogenese 2012.

A cada 26.000 anos o sol se alinha com o centro da Via Láctea. Ao mesmo tempo ocorre outro raro fenômeno astrológico, uma mudança do eixo da terra em relação a esfera celeste. O fenômeno se chama Precessão. A data exata disto tudo é 21 de dezembro de 2012. "A Terra oscila lentamente sobre seu eixo mudando nossa orientação angular em relação a galáxia. Uma precessão completa leva 26.000 anos." diz John Major Jenkins.

Mas o que de fato acontecerá na fatídica data de 21 de dezembro de 2012? Para muitos será o dia da aniquilação da raça humana devido a uma inversão dos pólos da Terra. Como isso seria possível? Devido a distúrbios nos campos magnéticos do Sol que, gerando colossais tormentas solares, afetarão a polaridade de todo o nosso planeta. Resultado: o campo magnético terrestre se inverterá imediatamente, com conseqüências catastróficas para a humanidade. Violentos terremotos demolirão todos os edifícios, alimentando tsunamis colossais e atividade vulcânica intensa. Na verdade, a crosta terrestre deslizará, arremessando continentes a milhares de quilômetros de sua localização atual.

Para os cientistas da NASA a data de 2012 será marcada por violentas tormentas solares e pelo degelo total do Pólo Norte. Para os governos e a ONU algo terrível está para ocorrer com nosso planeta, por isso foi inaugurado no início de 2008 o “cofre do fim do mundo” que visa abrigar sementes de todas as variedades conhecidas no mundo de plantas com valor alimentício.

 

Fim do mundo cancelado?

Fonte: http://oglobo.globo.com/ciencia/novos-calendarios-maias-afastam-fim-do-mundo-em-2012-4864914

Os arautos do fim do mundo terão que ter muita paciência para esperar pelo apocalipse que acreditam ter sido previsto pela civilização maia para este ano. Escavações nas ruínas da cidade maia de Xultún, na Guatemala, revelaram um mural tábuas astronômicas que permitem o cálculo de datas a até quase 7 mil anos no futuro. Mesmo tendo em vista que a contagem do tempo pelos maias teria começado há pouco mais de 3 mil anos antes de Cristo, restariam ainda bem mais de mil anos para a Humanidade.

– É uma falácia a história de que o calendário maia traz uma data de validade para o mundo – diz William Saturno, arqueólogo da Universidade de Boston e principal autor de artigo sobre o achado, publicado na edição desta semana da revista “Science”. – A sociedade ocidental tem uma fixação com o fim dos calendários que é bem diferente da visão dos maias. O que para eles significava apenas o início de um novo ciclo, para nós é o fim do mundo.

O mural, datado do século I a.C., também é o exemplo mais antigo conhecido de calendário astronômico da civilização, centenas de anos mais velho que o chamado “Códice de Dresden”, de onde os arautos do fim do mundo tiraram a ideia de que os maias previram uma catástrofe global em 21 de dezembro deste ano. Os hieróglifos estão em uma das paredes de um cômodo de um complexo habitacional em Xultún que os pesquisadores acreditam era usado como local de trabalho peplos sacerdotes e astrônomos responsáveis pela contagem do tempo, parte fundamental da cultura maia.

– É a primeira vez que vemos esse tipo de escrita na parede de uma casa e um espaço como este tipo de uso em uma cidade maia – destaca Saturno. – Estes astrônomos, escribas e sacerdotes eram os verdadeiros cientistas de seu tempo, acompanhando os movimentos do céu em busca de padrões.

Deixe um comentário »

Bege pode? E de duas cores? Alça de sutiã saindo é cafona? Como o homem vê a sua lingerie?

 

Fonte: http://colunas.revistamarieclaire.globo.com/falecomele/2012/04/06/bege-pode-e-de-duas-cores-alca-saindo-e-cafona-como-o-homem-ve-a-sua-lingerie/?preview=true

1- TESÃO E OUSADIA NAS CORES E NAS COMBINAÇÕES

O primeiro e-mail que bateu aqui na caixa diz assim:

“João, homens ligam tanto assim para lingerie? Outro dia eu tava num bar. Daí, espiei, numa mesa, um grupo de caras conversando. Um deles reclamava. Ele falava: ‘e quando ela usa o sutiã de uma cor e a calcinha de outra, hein? Sem brincadeira…Ô coisa horrorosa!.’Então quer dizer que não pode, João?”

Olha, até pode. O sujeito foi meio radical. Mas vivemos tempos radicais. E acho que no quesito sedução, a gente tem que ser grego, a gente tem que ser europeu, a gente tem que ser árabe e primaveril, a gente tem que ser uma praça tomada por manifestantes, e a gente tem que ser pura crise e bravata. Daí que melhor não misturar coleções de moda íntima de temporadas trocadas e de lojas diferentes.

Tem uns conjuntinhos alternados que até são belezinhas. Lembro de uma vez ter visto um desses meio colegiais, branco embaixo, preto em cima, tudo algodão, bem justinhos. Era uma delícia cremosa e cromática de ver. Até porque a moça também era uma delícia cremosa e cromática de ver. Sendo delícia, tudo vale. Sendo delícia, você me mata.

Ai, mas o meu amigo da mesa de bar tem sua razão. É difícil dar certo. Evita o risco. Aposta no talento dos modistas. Se eles desenharam uma combinação de rendinhas tão casadinha, use a combinação de rendinhas tão casadinha. Coisas que enfurecem nosso pirulito são calcinhas puídas, frouxas, e sutiãs desleixados, desencontrados. Não mata a transa se ele tiver desejo de você, mas sopra uma frente fria no nosso calor.

2- BEGE, A COR SEM PECADO

Uma segunda leitora arranha a garganta e solta: “João, olha, difícil dizer, mas acho que cometi um pecado. Saí cedo de casa. Vesti aquele calçolinha bege do dia a dia. Mas à noite teve happy hour e o happy hour foi mais feliz do que eu pensava. A noite, João, foi uma criança safada! E acabei na cama com um colega da firma. Claro, ele viu a minha peça bege. Calcinha cor de pele é mesmo a morte pro homem?”.

É. É a morte. Mas o homem é sertanejo, o homem é um forte. E mesmo sob um sol que nordestina, ele será capaz de chutar poeira, de relevar, de dar a volta por cima, e a volta por baixo, de quatro e o sessenta e nove. Ainda mais numa primeira noite de sexo. Agora, pecado, é. Assassina o tesão e a ousadia da lembrança que ele pintará de você no dia seguinte. Fuja com todas as forças, meninas. Queime com todos os fogos, meninas. Bege já é um crime. Se for bege e calçolão, aí é um bananão de dinamite no Atol de Bikini.

Ah, sim. A cor branca, prima do bege, também merece um pezão atrás.

3- O SUTIÃ QUANDO ESCAPA

“João, pode sutiã aparecendo na roupa? É sexy?”, eis a terceira e última leitora perguntando, e eu respondendo:

Pode. Às vezes, até deve escapar uma alcinha. Se for aquela sugestão de sutiã preto ou de rendinha, aí é um sem fim de imaginação alegre. Mas depende muito da roupa que cobre essa ameaça de sedução. Como diz o ditado, “mulher de calça branca, quer…” Tem que tomar cuidado, tem que dosar.

Se calhar bem com a roupa, não ficando uma coisa muito perigo, muito piriguete, nossa, aí é Michel Teló. É delícia.

Meninas, o ponto é: há uma fina alcinha separando o ombro de uma mulher meio sexy do ombro de uma mulher meio vulgar. E a gente é meio burro. Homem pega no tranco e pega o fiapo pelo todo. O que você sugerir, ele vai entender, vai cristalizar. Daí que por mais chauvinista, por mais suíno, por mais horrendo que seja o que vou dizer, eu direi: quem perder o tom e exagerar nessa sugestão de sutiã vai ganhar um cara que te vê como uma safadinha doida pra transar ou uma sujeita cafona.

Não desista, mas vai com calma. Um mistério é quase sempre mais atraente.

Ou não.

E tudo bem.

Deixe um comentário »

Keep Walking, Brasil–Johnnie Walker

 

Keep Walking, Brazil

 

No início dos tempos, na parte sul das Américas, habitava um gigante. Um dos poucos que andavam sobre a Terra.
Gigante pela própria natureza, e sendo natureza ele próprio, era feito de rochas, terra e matas, que moldavam sua figura. Pássaros e bichos pousavam e viviam em seu corpo e rios corriam em suas veias. Era como um imenso pedaço de paisagem que andava e tinha vontade própria.
Caminhava com passadas vastas como vales e tinha a estatura de montanhas sobrepostas. Ao norte, em seu caminho, encontrava sol quente e brilhante nas quatro estações do ano. Ao sul, planaltos infindáveis. A oeste, planícies e terras cheias de diversidade. E a leste, quilômetros e quilômetros de praias onde o mar tocava a terra gentilmente, desde sempre. Havia também uma floresta como nenhuma outra no planeta. Tão grande, verde e viva que funcionava como o pulmão de todo o continente à sua volta.
Mesmo diante de tudo isso, um dia, enquanto caminhava, o gigante se inquietou.
Parou então à beira-mar e ali, entre as águas quentes do Atlântico e uma porção de terra que subia em morros, deitou-se. E, deitado nesse berço esplêndido, olhou para o céu azul acima se perguntando: "O que me faz gigante?".
Em seguida, imaginando respostas, caiu em sono profundo.
Por eras, que para os gigantes são horas, ele dormiu. Seu corpo gigantesco estirado, o joelho dobrado formando um grande monte, uma rocha imensa denunciando seu torso titânico e a cabeça indizível, coberta de árvores e limo.
Dormiu até se tornar lenda no mundo. Uma lenda que dizia que o futuro pertencia ao gigante, mas que ele nunca acordaria e que o futuro seria para ele sempre isso: futuro.
No entanto, com o passar do tempo ficou claro que nem mesmo as lendas devem dizer "nunca".
Depois de muito sonhar com a pergunta sobre si, o gigante finalmente despertou com a resposta.
Acordou, ergueu-se sobre a terra da qual era parte e ficou de frente para o horizonte.
Tirou então um dos pés do chão e, adentrando o mar, deu um primeiro passo.
Um passo decidido em direção ao mundo lá fora para encontrar seu destino.
Agora sabendo que o que o faz um gigante não é seu tamanho, mas o tamanho dos passos que dá.

Deixe um comentário »

50 frases do House

 

Fonte: http://amigos.mdig.com.br/index.php?itemid=17779

1. "Everybody Lies!" – "Todo mundo mente!" – House
2. "It´s not Lupus. It’s never Lupus." – "Não é Lupus. Nunca é Lupus." – House
3. "Almost dying don’t change anything. Dying changes everything!" – "Quase morrer não muda nada. Morrer muda tudo!" – House
4. "We can live with dignity – we can’t die with it". – "Podemos viver com dignidade. Não podemos morrer com ela." – House
5. "Well, like the philosopher Jagger once said, ‘You can’t always get what you want.’" – "Como já disse o filósofo Jagger: "Você não pode ter sempre aquilo que quer." – House
6. "Being miserable doesn’t make you better than anybody else, House. It just makes you miserable." – "Ser infeliz não o torna melhor do que ninguém, House. Apenas o faz infeliz." – Wilson
7. "No, if you talk to God you’re religious. If God talks to you, you’re psychotic." – "Não, se você fala com Deus, você é religioso. Se Deus fala com você, você é um psicótico." – House
8. "People don´t change" – "As pessoas não mudam" – House
9. "It’s a basic truth of the human condition that everybody lies. The only variable is about what."- "É uma verdade da condição de ser humanos que todos mentem. A única variável é sobre o quê." – House
10. "People lie for thousands of reasons. There’s always a reason." – "As pessoas mentem por milhares de razões. Sempre existe uma razão." – House
11. "I’m going in. Rambo stile." – "Estou nessa. Estilo Rambo" – House
12. "Lies are like children. Hard work, but worth it because the future depends on it." – "Mentiras são como as crianças: apesar de incovenientes, o futuro depende delas." – House
13. "The treatments don’t always work. Symptoms never lie." – "Os tratamentos nem sempre funcionam. Sintomas nunca mentem." – House
14. "You need a lawyer." – "Você precisa de um advogado." – Cuddy
15. "Read less, more TV!" – "Leia menos, mais TV‘ – House
16. "Is your yelling designed to scare me because I’m not sure what I’m supposed to be scared of. More yelling? That’s not scary. That you’re gonna hurt me? That’s scary, but I’m pretty sure I can out run you." – "Você está gritando para me assustar? Porque eu não tenho certeza se isso é assustador. Mais gritos? Isso não é assustador. Você vai me machucar? Isso é assustador, mas eu tenho quase certeza que posso correr de você." – Cuddy
17. "House doesn’t break rules, he ignores them!" – "House não quebra regras. Ele as ignora." – Foreman
18. "I like you better now that you’re dying." – "Eu gosto mais de você agora que está morrendo" – House
19. "I respect things that earn respect. This decision, on the other hand, is a dog wearing a cape." – "Eu respeito coisas que merecem ser respeitadas. Essa decisão por outro lado, é como um cachorro usando uma capa." – House
20. "You can’t control your emotions…just your actions."Você não pode controlar suas emoções…apenas suas ações." – Cameron
21 – "The fact that I was wrong is NOT a proof of God." – "O fato deu ter errado não prova que Deus existe" – House
22. "No lesions, no aneurysms. Ironically, the mind of a killer looks completely normal." – "Sem lesões, sem aneurismas. Ironicamente, a mente de um assassino parece completamente normal." – Chase
23. "This is Dr. House. He’s too brilliant for introductions." – "Esse é o Dr. House. Ele é muito brilhante para apresentações." – Thirteen
24 – "You gonna trust me? I lie about everything." – "Você vai acreditar em mim? Eu minto sobre tudo." – House
25 – "People act in their own self-interest. You’re all here because you’re all happy to be here. Or at least because this is your best option." – "Pessoas agem em benefício próprio. Vocês estão todos aqui porque vocês todos estão felizes por estarem aqui. Ou, pelo menos, porque essa é a melhor opção de vocês." – House
26 – "I went crazy, not stupid." – "Eu fiquei maluco, não estúpido." – House
27 – "Her lips say no, but her hormones say ‘Oh my God, yes, more." – "Seus lábios dizem não, mas seus hormônios dizem ‘Oh meu Deus,sim, continua" – House
28 – "I’m incapable of acting like a human being."- "Eu sou incapaz de agir como ser humano." – House
29 – "I’m the last person you’d ever come to for ethical advice, which means you’ve already asked every other person. No one’s given you the answer you want." – "Eu sou a última pessoa que você procuraria por um conselho sobre ética,o que seguinifica que você jáperguntou a todas as outras pessoas. Ninguém lhe deu a resposta que você queria." – House
30 – "Another reason I don’t like meeting patients. If they don’t know what you look like, they can’t yell at you."-"Uma outra razão para não gostar de conhecer os pacientes. Se eles não sabem quem você é, eles não podem gritar com você."- House
31 – "You know how some doctors have the Messiah complex – they need to save the world? You’ve got the Rubik’s complex; you need to solve the puzzle." – "Você sabia que alguns médicos tem o complexo de Messias – eles precisam salvar o mundo? Você tem o complexo de Rubik, precisa solucionar o quebra-cabeça." – Wilson
32 – "We are who people think we are." – "Nós somos o que as pessoas acham que nós somos" – House
33 – "Hey, I can be a jerk to people I haven’t slept with. I am that good." – "Hey, eu posso ser um idiota com pessoas que ainda não dormi. Eu sou realmente bom." – House
34 – "People choose the paths that grant them the greatest rewards for the least amount of effort." – "As pessoas escolhem os caminhos que as dão as maiores recompensas com o menor esforço." – House
35 – "Religion is not the opiate of the masses; religion is the placebo of the masses." – "Religião não é o ópio da massa, é o placebo dela." – House
36 – "How come God gets credit whenever something good happens? Where was he when her heart stopped?" -"Como pode Deus levar os créditos quando algum coisa boa acontece? Onde ele estava quando o coração dela parou?" – House
37 – "I’m too handsome to do paperwork." – "Eu sou muito bonito para cuidar da papelada" – House
38 – "The weird thing about telling someone they’re dying is it tends to focus their priorities. You find out what matters to them. What they’re willing to die for. What they’re willing to lie for." – "A parte estranha de dizer a alguém que ela está morrendo, é que a ela tende a focar em suas prioridades. Você descobre o que realmente importa para elas. Pelo quê elas estão dispostas a morrer. Pelô que elas estão dispostas a mentir." – House
39 – "Bizarre is good! Common has hundredsof explanations. Bizarre has hardly any." – "Bizarro é algo bom. O comum tem milhares de explicações. O Bizarro dificilmente tem alguma." – House
40 – "No, there is not a thin line between love and hate. There is, in fact, a Great Wall of China with armed sentries posted every twenty feet between love and hate." – "Não,não existe umalinha tênue entre o amore oódio. Na verdade, existe uma Muralha da China armada com soldados armados a cada 6 metros, entre o amor e o ódio." – House
41 – "I’m physically incapable of being polite." -"Eu sou fisicamente incapaz de ser gentil." – House
42 – "You can have all the faith you want in spirits, and the afterlife, and heaven and hell, but when it comes to this world, don’t be an idiot. Cause you can tell me you put your faith in God to put you through the day, but when it comes time to cross the road, I know you look both ways." – "Você pode ter a fé quer quiser em espíritos, em vida após a morte, no paraíso e no inferno, mas se tratando desse mundo, não seja idiota. Porque você pode me dizer que deposita sua fé em Deus para passar pelo dia, mas quando chega a hora de atravessar a rua, eu sei que você olha para os dois lados." – House
43 – "Anyone can hate humanity after being shot. It takes a big man to hate them beforehand." – "Qualquer um pode odiar a humanidade depois de levar um tiro. É necessário um grande homem para odiar antes disso." – House
44 – "Perseverance does not equal worthiness."- "Perserverança não é igual a merecimento" – House
45 – "Are you … comparing me to God? I mean, that’s great, but just so you know, I’ve never made a tree." – "Você está me comparando a Deus? Quero dizer, isso é bom, mas só para você saber, eu nunca criei uma árvore." – House
46 – "If we were to care about every person suffering on this planet, life would shut down." – "Se nós fossemos nos importar com todas as pessoas que estão sofrendo nesse planeta, a vida iria parar." – House
47 – Patient: "Are there other ways I could get pregnant? Like…sitting on a toilet seat?"
House: "Absolutely. There would need to be a guy sitting between you and a toilet seat, but yes, absolutely. I was doing so well…" –
Paciente: "Existe outros meios de engravidar? Como sentar no toilet?"
House: "Certamente. Só seria necessário um cara entre você e o toilet, mas,sim, certamente. Eu estava indo tão bem…
"
48 – Nun :"Sister Augustine believes in things that aren’t real."
House: "I thought that was a job requirement for you people."-
Freira: "Irmã Augustine acredita em coisas que não são reais"
House: "Eu achei que isso fosse pré-requisito para vocês."

49 – "Because, in HouseLand, and the rest of the universe by the way, when a question presents itself, it calls for an answer." – "Porque, na terra do House, e no resto do universo, quando aparece uma pergunta, ela pede por uma resposta." – House
50 – "Foreteen’s right." – "Catorze está certo"- House (se referindo a união de Thirteen e Foreman)

Leia mais em: 50 Frases de House M.D – Amigos do MDig http://amigos.mdig.com.br/index.php?itemid=17779#ixzz1rcSmxjEC

Deixe um comentário »

Arquivo X–S08E14

Deixe um comentário »

Benditas as moças que pedem gostoso

Fonte: http://xicosa.blogfolha.uol.com.br/2012/02/25/benditas-sejam-as-mocas-que-pedem-gostoso/

… como elas pedem gostoso.

Como elas são boas nisso.

Resistir, quem há de?

Um simples “posso pegar essa cadeira, moço?” vira um épico, noooosa!

É o jeito de pedir, o ritmo safado da interrogação, a certeza de um “sim” estampado na covinha do sorriso.

Quantos segredos se escondem na covinha de uma mulher.

Pede que eu dou.

Pede todas as jóias da Tiffany´s, minha bonequinha de luxo!

Estou pedindo: pede!

Eu imploro, eu lhe peço todos os seus pedidos mais difíceis.

Pede todos os vestidos originais de Yves Saint Laurent. Todas as bolsas caras e metidas da Chanel ou Louis Vuitton? Pede que eu compro nem que seja uma pirata no camelô.

Não me pede nada simples, faz favor.

Já que vai pedir, que peça alto. Você merece.

Como é lindo uma mulher pedindo o impossível, o que não está ao alcance, o que não está dentro das nossas posses.

Podemos não ter onde cair morto, mas damos um jeito, um truque, um cheque sem fundos.

Até aqueles pedidos silenciosos, quando amarra a fitinha do Senhor do Bonfim no braço, são lindamente barulhentos.

Homem que é homem vira o gênio da lâmpada diante de uma mulher que pede o impossível.

Ah, quero o batom vermelho dos teus pedidos mais obscenos. É Wando que se recebe.

Quero o gloss renovado de todas as vezes que me pede para fazer um pedido, assim, quase sussurrando no ouvido: “Amor, posso te pedir uma coisa? Posso mesmo?”

Um castelo na Inglaterra?

Sim, eu dou na hora.

Que o Corinthians seja campeão da Libertadores?

Sim, eu opero o milagre.

Como no pára-choque, o que você pede chorando que não faço sorrindo?!

Um papel de estrela no novo filme de Almodóvar?

Deixa comigo que já tomo um drinque com ele e adiós.

Pede, benzinho, pede tudo.

Que eu largue a boemia, pare de beber e me regenere?

Pede, minha amada, que o amor tudo pode, por você cumpro as promessas de todos sambas de regenerados.

Que eu suba na pedreira Paulo Leminski, em Curitiba, e declame os mais lindos poemas de amor verdadeiro?

Só se for agora, estou indo.

Os melhores cremes da Lancôme? Vou a Paris agora, nem que seja a nado.

Eu lhe peço, me pede.

Não pede mimos baratos… Pede ATENÇÃO, por exemplo, a mercadoria fora de catálogo e a mais cara do mundo no momento.

Deixe um comentário »

22 Frases estranhas do José Luiz Datena

Fonte: http://www.naosalvo.com.br/22-frases-estranhas-do-jose-luiz-datena/

1. – Eu acho que esse acidente fatal foi uma das fatalidades mais mórbidas que eu já vi!

2. – Dirigiu bêbado tem que ir pra cadeia! Não quer assoprar o…o…qual o nome? Me ajuda ai pô! Aquele bigulim do guarda………..isso…bafômetro, não quer por a boca no bafômetro é bêbado confesso!

3. – Chuva é chuva, aqui ou na Austrália, a diferença é que graças aos governantes lá a chuva molha menos o povo.

4. – Congela o Ulisses! congela o Neto! Congela o Ceará! Me congela tambem que nós vamos para o futuro!

5. – Fica com a gente, não mude de canal, o comercial vai ter 1min e 12seg, pode esperar e confiar, alguma vez eu ja menti nesse programa? ———- 2min depois ———- Desculpe quem esperou 2min nos comerciais, mas o relógio da produção estava errado.

6. – Eu tenho uma BOMBA! TENHO UMA BOMBA! Mas calma ai minha senhora que isso é só uma expressão, não precisa se esconder debaixo do sofá!

7. – Comandante Hamilton, onde você esta nesse momento? Comandante? Você ta assistindo jogo de futebol do helicóptero, comandante?!

8. – Comandante! Comandante! Mostra que você é bom! Da uma pirueta ai com a nave que eu duvido!

9. – Focaliza no ladrão! Focaliza no ladrão po! Brincadeira! Esse cara não ta me escutando!? Focaliza no ladrão!
– Esse é o ladrão Datena, ele se rendeu e esta parado.
– Ahhh ta….Não tem nenhum outro ladrão correndo por ai? Ladrão parado é facil pegar.

10. – Olha só…que índia bonita que entrou agora…
– É um índio, Datena.
– Bem que achei estranho quando vi o peito de fora.

11. – Por isso que eu falo que esse país é uma piada! Até palhaço vira deputado! Até palhaço vira apresentador de TV!

12. – Se vai vai, Hamilton……se já foi vai de novo, assim parado não da pra ir…vai e me avisa que foi…

13. – Congela o Ulisses que ele é gordo!

14. – Os marginais chamam isso de pó, eu chamo de droga mesmo, a policia chama de cocaína…não importa o nome, o que importa é que quando entra no cérebro faz um estrago e você mata sua mãe.

15. – Ele era calmo?
– Não.
– Eu percebi que ele tinha o semblante cal….o que!? Não!? batia em você?
– Sim, Datena.
– Eu percebi que ele tinha cara de quem batia em mulher!

16. – Comandante Hamilton, tenho a impressão que todo mundo morreu afogado…
– Não Datena, os bombeiros estão fazendo respiração boca a boca em uma mulher nesse momento.
– Por que não ta filmando!? Respiração boca a boca não é filme pornô! Focaliza! Focaliza!

17. – O Neto é o irmão que eu nunca tive….e nem queria ter.

18. – Ta muito calor aqui no Norte do planeta. (se referindo ao festival de Parintins)

19. – Olha só, esses policiais são peritos! Estão atrás! Estão na cola! Vão pegar! Vão pegar!…….hmm..os policiais parece que bateram…to vendo certo?

20. – Onde é mais seguro? Bagdá ou o Rio? Não sei…nunca fui pra Bagdá.

21. – O Funk não pode ser coisa de Deus, você deixaria sua família escutar funk? Podemos fazer essa pergunta pra votação, diretor?! Não? Ok.

22. Isso ta parecendo uma bomba pra mim…é uma bomba! É UMA BOMBA! Espera a policia especializada chegar! Não vai lá não, César! —30min depois— Que bom que era apenas uma sacola vazia! Menos um desastre para o dia de hoje.

Deixe um comentário »

Caras & Bocas de Scully, Arquivo X S06E19 – Three Of A Kind

scully s06e19-a

scully s06e19-b

scully s06e19-c

scully s06e19-d

scully s06e19-e

Deixe um comentário »

Scully Arquivo X S05E05 – The Post-Modern Prometheus

scully

Deixe um comentário »

Sorriso do Sheldon Cooper–The Big Bang Theory S02E04

sheldon 1

sheldon 2

Deixe um comentário »

Arquivo X S09E01 – Nothing Important Happened Today

Dr. Gordon, de Jogos Mortais, em Arquivo X.

dr gordon x files

Deixe um comentário »

Arquivo X S09E05: Lord of the Flies

sue x files

Sue Sylvester no Arquivo X.

sue x files monster

Deixe um comentário »

Arquivo X – S07E18 (Brand X)

saw x files

Olá e bem vindo.

Eu quero jogar um jogo!

Deixe um comentário »

É preciso tirar os criminosos da ilegalidade

Fonte: http://noticias.r7.com/blogs/o-provocador/2012/02/15/e-preciso-tirar-os-criminosos-da-ilegalidade/

O governo deveria criar o Vale-Bandido ou o Bolsa Roubada. Todo trabalhador honesto teria direito a um cupom mensal para entregar a um ladrão quando fosse abordado pelo meliante.

Sei lá, seriam tíquetes de R$ 50 ou R$ 80, tanto faz. Discutir valores agora é mesquinharia. O que importa é o conceito de reengenharia social por trás dessa ideia que pode diminuir e, com o tempo, talvez zerar o alto índice de roubos e assaltos a que estamos acostumados.

Sempre haverá aqueles que dirão que isso é estimular a vagabundagem. Basta lembrar como o Bolsa-Família foi criticado no começo. Os anos provaram que essa ação do Estado poupou milhões de pessoas da miséria. Pois chegou o momento histórico de tirarmos os criminosos da ilegalidade.

Eles não podem mais viver como marginais. Todos vamos ganhar com isso. É preciso colocá-los na formalidade, fazer com que recolham impostos e assumam seu papel na sociedade.

Alguns cuidados seriam necessários, óbvio, senão ia virar uma roubalheira. A gente sabe como o brasileiro sempre arruma um jeitinho de tirar proveito da situação. Por isso, é fundamental garantir que todos ajam de forma honesta com o dinheiro público.

Para adquirir o direito de roubar o benefício do trabalhador, o assaltante teria que ter ficha na polícia. É o mínimo que se pode exigir de um ladrão: que tenha antecedentes. O que transformou nossas vidas num pesadelo é essa história de qualquer um, sem o menor preparo, chegar enfiando um revólver em nossas caras. Chega de amadorismo.

Para os pés de chinelo, os iniciantes, os que ainda não têm experiência, os governos estaduais e municipais criariam cursos técnicos e oficinas que inserissem os jovens no mundo do crime, de uma forma segura e responsável. Educação é tudo. E, nessa empreitada, nossos governantes teriam muito a ensinar.

De posse de uma mínima bagagem criminal, o salafrário iria até uma delegacia para se entregar, ou melhor, entregar os documentos que comprovem sua atividade ilícita. Pagaria uma fiança condizente com as posses até então surrupiadas e estaria livre para praticar roubos literalmente qualificados.

O cidadão-vítima ficaria com um comprovante de que já foi assaltado naquele mês. Caso aparecesse outro bandido, bastaria apresentar a segunda via da pilhagem, devidamente assinada. Quanto menos burocracia, melhor. Ainda mais numa hora dessas.

Os ladrões que resistissem a cooperar com esse moderno projeto de distribuição de renda, teriam como única opção assaltar bancos, joalherias ou demais empresas com forte esquema de segurança. Sempre haverá os que não abrem mão do glamour da profissão.

Paciência. No primeiro momento, a prioridade deve ser cuidar dos mais necessitados. Seria muita ingenuidade achar que vamos melhorar esse país da noite pro dia. Só depois de muito esforço teríamos condições de implantar o Vale-Traficante ou o Auxílio-Corrupção. Além do Bolsa Político, claro.

Deixe um comentário »

Depois de Wando, qual o próximo velório?

Fonte: http://noticias.r7.com/blogs/o-provocador/2012/02/10/depois-de-wando-qual-o-proximo-velorio/

É compreensível tanta homenagem ao Wando. Ele merece todas e mais. Só não entendo onde foram parar os intelectuais, a juventude esclarecida e os formadores de opinião que durante décadas o massacraram, o fizeram motivo de piada, o humilharam e, principalmente, o ignoraram.

Eu considero o brega a alma deste país: a dor de cotovelo, o amor perdido, a mulher abandonada, o corno arrasado. Os brasileiros, nós somos tristes e melodramáticos. Nada a ver com sexo fácil ou amor de balada. Não sei em que momento nos tornamos vulgares, siliconados, enviagrados e disponíveis.

Excetuando os fãs verdadeiros, gente pobre e bem ou mal amada, Wando sempre foi citado de forma arrogante pelos que agora o tratam com o devido respeito.  Essa turma me enoja. Ele só foi primeira página no dia de sua morte.

Praticamente todos os jornais, revistas e programas de TV jamais dedicaram a ele um minuto ou centímetro de atenção verdadeira. Suas músicas eram trilha sonora de humorísticos, auditórios decadentes ou pegadinhas infames.

De repente, ao morrer, o cara virou um gênio, o fim de uma época. Ele era luz, raio, estrela e luar. Iaiá e ioiô. Li crônicas e artigos botando o defunto no lugar onde nunca jamais esteve quando vivo. É muito oportunismo, muita safadeza.

Restam poucos como ele. A maioria dos artistas respira com ajuda de aparelhos. Vou me repetir, mas repito: nossa cultura está morrendo, não temos mais aquela que foi uma das músicas mais lindas do mundo, seja Chico Buarque ou Odair José.

Os sobreviventes, eu incluído, palco ou plateia, temos pouquíssimo tempo a perder. Onde estão nossos menestréis, nossos compositores, nossos artistas? Vamos fazer em nossas mentes um show com todos eles? Ou cada um terá um rápido e espetacular velório? Eu quero aplaudir agora.

1 Comentário »

Uma espelunca chamada ONU

Fonte: http://noticias.r7.com/blogs/o-provocador/2012/02/07/uma-espelunca-chamada-onu/

A Organização das Nações Unidas nunca serviu pra nada. Mas a daí a se tornar abrigo para massacres e ditaduras é caso de sepultamento. Deviam entregar a sede aos sem-teto nova-iorquinos ou alugar para a Al-Qaeda, evitando intermediários.

De que adianta um Conselho de Segurança que praticamente endossa a chacina em curso na Síria? E não é o caso de atribuir exclusivamente a China e Rússia a responsabilidade pelo veto à resolução que condenava o governo genocida de Bashar Assad.

O chamado direito ao "voto negativo" dos membros permanentes do Conselho (Estados Unidos, Rússia, China, Reino Unido e França) já foi usado por todos em em diversos moentos vergonhosos. E não vamos esquecer que o Brasil se absteve de votar quando de iniciativa semelhante em outubro de 2011.

Esse episódio é apenas mais uma das atrocidades chanceladas durante os piqueniques que os infames líderes mundiais promovem a cada novo encontro de desocupados.

A ONU sempre foi uma organização inútil para mediar conflitos internacionais. Quando não serviu simplesmente de base de apoio aos interesses norte-americanos, foi ridicularizada por moções recebidas com desprezo pelos países atingidos. Basta lembrar a arrogância com que Israel ignora as seguidas moções contra seus abusos contra palestinos.

Não passa de um circo inofensivo, ridículo até. Os Médicos Sem Fronteiras ou a Apae fazem mais pela humanidade do que esses embaixadores da nulidade.

A Vigilância Sanitária não vai tomar uma providência? Fechem aquela espelunca.

Deixe um comentário »

Vem aí mais um encontro de solitários no Campus Party

Fonte: http://noticias.r7.com/blogs/o-provocador/2012/01/31/vem-ai-mais-um-encontro-de-solitarios-no-campus-party/

Esse tal de Campus Party é uma das maiores provas de que a internet está transformando a humanidade num amontoado de nerds. Qual o sentido de percorrer quilômetros para se encafofar numa barraquinha apertada com a cara enfiada na tela de um lap top?

Até um acampamento de escoteiros é mais animado que esse encontro de gente estranha. Não basta o quanto já ficamos conectados (de forma doentia e preocupante, diga-se de passagem), ainda tem 7 mil indivíduos (ou “usuários”?) dispostos a ficar uma semana entocados num pavilhão? Para quê?

Bom, pelo menos assim essa turma sai de casa, né? E talvez seja a única oportunidade do ano para o acasalamento. Por esse ângulo eu posso entender tamanho entusiasmo por um programa tão chato.

E, claro, tem os viciados em games. Tarados mesmo. Eu internava todos num laboratório, para fins científicos. Ou transplante de órgãos, talvez. Eles nem dariam falta, já que só usam os dedos.

O evento entrou para o calendário oficial da cidade de São Paulo. Depois os paulistas reclamam da fama de caretas. Duvido que o Rio receberia tanto forasteiro branquelo e raquítico ao mesmo tempo.

A prefeitura poderia ao menos promover excursões da garotada por algumas das cracolândias agora espalhadas pela cidade. Teria um fundo terapêutico olhar de frente para aquilo com que se parecem.

Não é implicância minha, não. Estou preocupado, de verdade. Se pudesse, dava banho e  comprava uma dentadura para cada um. Depois mandava brincar na rua e quem sabe arrumar uns amigos. É muita solidão. Dói.

Deixe um comentário »

A Rita Lee não tem mais idade para ovelha negra

Fonte: http://noticias.r7.com/blogs/o-provocador/2012/01/30/a-rita-lee-nao-tem-mais-idade-para-ovelha-negra/

Rita Lee quis se aposentar em grande estilo, mas pagou de tia caduca. Ao xingar os PMs durante seu show em Sergipe, ela imaginava ser consagrada como a última roqueira do pacotinho. O máximo que conseguiu foi a solidariedade inútil de twitteiros insones.

Teria dado mais certo se ele fosse fazer um show gratuito para os desalojados do Pinheirinho. Muito mais gente aplaudiria seus palavrões, e talvez suas ofensas à polícia até fizessem algum sentido.

O rock morreu, bebê. E com ele, a rebeldia. Faz tempo. A idade pesa. E a galera está mais a fim de começar a dançar na balada de sábado. Nossa, nossa.

Usar um palco e um microfone como embaixada ou território livre exige muita responsabilidade. E um discurso minimamente relevante. É um ato de coragem. O que a tia Rita fez foi covardia. Chilique.

Imagina se aquela plateia não fosse composta de garotos anestesiados por substâncias soníferas? Se levassem a sério o rompante da ex-roqueira e decidissem enfrentar a sétima cavalaria? Era isso que a dona Rita almejava? Ou foi só síndrome de pânico de quem não consegue mais enfrentar multidões?

Nunca saberemos. Mas era uma grande oportunidade para a cantora se retirar em grande estilo. Deixar saudades de suas cantigas que jamais foram subversivas e, quem sabe, se  despedir na boa. Ela não tem mais idade para ser a ovelha negra da família.

Que o bom senso prevaleça e o governo arquive as acusações de desacato e apologia ao crime. Rita Lee não é uma marginal. Se for, está inimputável. Sempre pertenceu à nata da música brasileira. Não tem herdeiros. Deixem o rock brasileiro descansar em paz.

Deixe um comentário »

#AsMinaPira

Fonte: http://youpix.com.br/memepedia/o-melhor-do-as-mina-pira/

Recentemente a internet foi invadida por uma onda de sedução, sensualidade e muita inspiração. E é isso com que as mina pira! Vários xavecos zica do bairro começaram a rolar pela interwebz brasileira. Você já deve ter visto algo sobre as ~minas pirarem~ no Facebook ou Twitter.

Sabe de onde veio?

Tudo começou com essa reportagem completamente random, com uma cara bem bonito que mostra como é ser um Sensual Seduction do século XXI.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=W7iO7qfIT2o]

o vídeo pro meme foi só um pulinho e logo começaram a bombar várias imagens, perfis e xavecadas com as minas pira. Dá uma olhada como o interesse pelo assunto e vê como ele bombou no Google

Além disso, muita coisa aconteceu nas principais redes sociais do nosso Brasil cheio de minas que piram na sensualidade. Dá uma olhada:

FACEBOOK

É claro que na maior rede social de gente desocupada e tentando pegar coleguinhas, as mina e os mano piram numa brincadeirinha dessas.  Olha esses  números:

  • Nesse exato momento, já existem 184 páginas de “As mina pira” ou derivados.
  • A maior delas já tem 52.780 curtir.
  • Ainda existem mais 3 com mais de 12.000 curtir.

TWITTER

Segundo o Topsy, já tuitaram algo com “as mina pira” 170 mil vezes. Com certeza elas curtem esse número e as inúmeras piadelas que estão rolando pela ~rede de microblogs~. Ria conosco:

@CHRIS_LEAO
chega pra mina e fala assim: ”mina eu tenho 10 perfil no orkut, lotado” ::: as mina pira MUITOOO

@ChooseAlex:
Fui pro sertão, as mina pira pira pora nossa…

@humoristaidoso: Chega na mina e diz: gata voce com todas essas curvas e eu sem freio nenhum. VISH as mina PirA

@psicodelico: AS MINA PIRA NO HOSPÍCIO

@spritediet: as mina pira no meu estojo de lapis de cor de 48 core

@vyktorb: “gata tenho tazo metálico daquele que vinha no pacote de meio kg de fandango” as mina pira

@ponadav: chegar no bar com sandália do senninha, as mina pira

@bqeg: E nas olimpiadas? As mina pira olimpica

@pedrofemenezes: Esquizofrenia: As mina pira.

@treta: Fala: Vou fazer upgrade do meu amor e download do seu coração. A mina pira na tecnologia.

@zemudocaps “GATA, VOCÊ TEM BRIGADEIRO ?” “NÃO” “ENTÃO ME DÁ UM BEIJINHO” NOSSSS AS MINA PIRA

E nossa, nossa, também tenho que dizer que as mina pira é um meme recordista em fazer a galera criar perfis especializados. Olha só quanto a gente achou:

@minapira: chega e fala: “gata, voce é mais gostosa que um pastel com ovo”::::::::::::::: VISH VÉI AS MINA PIRA D+ NA SEDUÇÃO

@omlkpiranha: mauns para o auto novinha iso eh um asalto me pasa seu corasaum::::::::::::::::::::::::: as mina pira d+

@ASMINAPIRA: tenho uma tekpix. AS MINA PIRA MT.

@azminapira: na balada sou aquele sentado no canto tomando toddynho:::::; as mina pira no estilo timido

@asminaapira: TA ACORDADO ATE AGORA ? AS MINA PIRA NA RESISTENCIA

@asmlnapiravei: FALA PRA MINA “A GNT NUNCA VAI PODE ANDA JUNTO PQ TENHO MEDO DE ANDA DE AVIÃO” AS MINA PIRA D+++++

@AsMuiePira: Gata,Prazer sazon, comigo tudo fica + gostoso; as mina pira d+

Deixe um comentário »

A Terra está ficando mais leve

Fonte: http://www.gizmodo.com.br/conteudo/sabia-que-a-terra-esta-ficando-cada-vez-mais-leve/

 

A cada ano, cerca de 40.000 toneladas de poeira espacial caem na superfície do planeta. Mas, no mesmo período, a Terra perde tanta massa que fica 50.000 toneladas mais leve. E você vai se surpreender com o motivo.

Pelo menos eu nunca levei isso em consideração e fiquei surpreso de ouvir a revelação no More or Less, um programa da BBC Radio 4 sobre estatísticas e números. De acordo com os cálculos do Dr. Chris Smith e do físico Dave Ansel, da Universidade Cambridge, apesar das 40.000 toneladas de poeira cósmica que se tornam parte do nosso planeta a cada ano, a Terra perde 50.000 toneladas em massa. Será que estamos lançando foguetes demais? Não. Eis os cálculos rápidos deles:

Adicionam massa

– A Terra recebe cerca de 40.000 toneladas de poeira espacial a cada ano, resquícios da formação do sistema solar, que que são atraídos pela nossa gravidade e se integram à matéria no nosso planeta. Afinal, nosso planeta é feito de estrelas (ou da poeira delas, pelo menos).

– A NASA diz que a Terra ganha cerca de 160 toneladas por ano porque a temperatura global está aumentando: “Se nós adicionamos energia a um sistema, a massa precisa aumentar.” Termodinâmica é assim mesmo.

 

Sem efeito

– Claro, ter mais pessoas ou construir mais coisas não afeta a massa do planeta. Os humanos e as coisas são feitas com a matéria já existente no planeta – ela só está sendo transformada.

– A maioria dos foguetes e satélites que lançamos em órbita uma hora voltam à Terra, então o efeito é praticamente nulo.

 

Reduzem massa

– O núcleo da Terra perde energia com o tempo. É como um reator nuclear gigante que usa o combustível: menos energia significa menos massa. 16 toneladas vão-se embora todo ano. É pouco.

– E eis a grande perda de massa: cerca de 95.000 toneladas de hidrogênio e 1.600 toneladas de hélio escapam da Terra todo ano. Eles são leves demais para a Terra manter, então eles se perdem. Vão para o espaço.

 

O resultado: no total, somando o que adiciona e reduz massa, a Terra perde 50.000 toneladas por ano. Ou seja, cerca de 0,000000000000001% de massa a menos todo ano.

Nós deveríamos nos preocupar com isso? Não. E nem precisa se preocupar com o hidrogênio perdido: temos o bastante, e serão trilhões de anos até que ele se esgote.

O hélio, por outro lado, é diferente. Ele representa 0,00052% do volume de nossa atmosfera, mas ele é obtido principalmente através do gás natural usando o processo de destilação fracionada. O hélio está se tornando escasso em nosso planeta. Na verdade, Robert Richardson, físico da Cornell University e ganhador do prêmio Nobel, já disse que cada bexiga de hélio deveria valer US$100, e fez campanha contra a decisão do governo americano em vender o estoque de hélio do país, o que reduziu o preço de um gás que está acabando no mundo.

Richardson provavelmente está certo em proteger o hélio. O gás é crucial para dispositivos como os que realizam ressonância magnética, onde o hélio resfria os ímãs supercondutores da máquina. Ele também é usado para criar cristais de silício e germânio, além de estar presente na produção de titânio e zircônio.

Deixe um comentário »

Arquivo X – Uma análise temporada a temporada

Fonte: http://omelete.uol.com.br/series-e-tv/arquivo-x-uma-analise-temporada-a-temporada/

1a Temporada – episódios 1 a 24

A agente especial Dana Scully é transferida para o arquivo X, uma área do FBI dedicada a casos estranhos. Seu trabalho é acompanhar o agente Fox Mulder, que no primeiro encontro dos dois diz uma de suas famosas frases: "Ninguém aqui além dos menos procurados do FBI", uma piada com a lista dos criminosos mais procurados divulgada pelo Bureau. O primeiro caso leva a dupla a investigar porque adolescentes estão morrendo no Oregon. O piloto estabelece a diferença entre os dois agentes. Apesar de seu jeito de cachorro chutado para fora do churrasco, Mulder já mostra sua obsessão por descobrir a verdade, mesmo que isso lhe custe a carreira. Scully mostra-se desde o início incapaz de acreditar em algo que não seja comprovado por evidências físicas, mas, suas crenças são desafiadas rapidamente num dos melhores episódios da série, "O Vidente" ("Beyond the Sea"). A temporada traz também outros momentos inesquecíveis em "Assassino Imortal" ("Squeeze") e a primeira participação dos Pistoleiros Solitários em "Ser do Espaço" ("E.B.E."). O fundo do poço fica por conta de "Missão em Perigo" ("Espaço"). A curiosidade fica na primeira participação de Nicholas Lea como uma das vítimas em "Assassino ou Assassina" ("Genderbender"). O ator depois voltaria à série como o agente Krycek, carinhosamente apelidado de "rato" pelos fãs.

2a Temporada – episódios 25 a 49

A segunda temporada foi concebida em torno da notícia da gravidez de Gillian Anderson, que impulsionou a criatividade dos roteiristas. Começando com "Homenzinhos Verdes" ("Little Green Men"), Scully é separada de Mulder e volta a trabalhar como professora em Quântico. Mulder ganha um novo parceiro, Alex Krycek, que se revela um agente duplo em "A Ascensão". Além do enredo que leva ao rapto e retorno de Scully, a temporada traz um dos episódios mais aterrorizantes da série, "Irresistível" ("Irresistible"). Longe dos monstros, mutantes e seres sobrenaturais, o vilão é um criminoso comum, um assassino que poderia estar na minha ou na sua vizinhança. Para quem gosta de monstros tradicionais, o diabo em pessoa aparece em "Os Adoradores das Trevas" ("Die Hand Die Verletzt").

A temporada termina com "Anasazi", primeira parte de uma trilogia em que Mulder aceita documentos obtidos por um hacker que o levam até um vagão enterrado no deserto do Novo México. Chris Carter tem seu momento Hitchcock aparecendo como um agente do FBI.

3a Temporada – episódios 50 a 73

A trilogia termina com "Operação Clip de Papel" ("Paper Clip"), nome de um plano concebido a partir da queda do OVNI em Roswell para criar híbridos de humanos e alienígenas. A irmã de Scully é morta por Krycek numa piada da produção com o fato dos atores Nicholas Lea e Melinda McGraw serem namorados na época. Fora da mitologia da série, a terceira temporada tem um dos episódios premiados de Arquivo X, "O Repouso Final de Clyde Bruckman" ("Clyde Bruckman’s Final Repose"), que deu um Emmy de roteiro a Darin Morgan, e outra à participação especial de "Roy Thinnes" ("Os Invasores") em "O Milagre".

Foi durante a produção da terceira temporada que a equipe que procurava locações para a filmagem de "Tímido demais" ("2Shy") fez sua descoberta mais assustadora. Durante uma pausa para o café, o assistente de diretor Tom Braidwood, também intérprete de Frohike, o diretor David Nutter e a gerente de locação Louisa Gradnitzer viram Steve Kiziak atravessando uma rua. Extremamente parecido com David Duchovny, Kiziak tornou-se da noite para o dia o dublê de fotos do ator e ganhou um papel diante das câmeras na sétima temporada em "Faminto" ("Hungry").

4a Temporada – episódios 74 a 97

A quarta temporada começa com Mulder e Scully descobrindo um lugar repleto de clones de Samantha e a entrada de Marita Covarrubias como a nova informante do agente. A atriz escolhida parece saída direto do plano inicial da Fox para uma parceira de Mulder, alta, loira e absolutamente sem química com o ator ou a série. Depois do passeio pela mitologia, os agentes são despachados para um dos episódios mais perturbadores da série, o que para o Arquivo X é um tremendo elogio. Em "O Lar" ("Home"), Mulder e Scully encontram os Peacocks e discutem seus sentimentos sobre a paternidade.

Apesar de desagradar os críticos, "Meditações de um Canceroso" ("Musings of a Cigarette Smoking Man") coloca o maior inimigo do Arquivo X até o momento em quase todos os eventos históricos desde a morte de Kennedy no melhor estilo Forest Gump. Sua frustração por não conseguir publicar um livro de espionagem apesar de ser um espião de verdade lembra a biografia de Hitler e sua fracassada carreira de pintor. Aos críticos, uma explicação: o episódio é a versão de Frohike para a vida do Canceroso, não, necessariamente, a verdade.

Outro ponto alto da temporada foi "Corações de Pano" ("Paper Hearts") que colocou sérias dúvidas sobre as lembranças de Mulder quanto ao rapto de sua irmã. Seria mesmo um caso de abdução ou um rapto comum? Foi no quarto ano também que o roteirista Frank Spotnitz surgiu com a idéia de Scully ter um câncer.

5a Temporada – episódios 98 a 117

"Suspeitos Incomuns" ("Unusual Suspects") mostra como os Pistoleiros Solitários se encontraram pela primeira vez, abrindo caminho para o que seria mais tarde um dos derivados de Arquivo X, o seriado com os amigos de Mulder. O episódio contou também com a participação especial de Richard Belzer, o detetive Munch de Law & Order: Special Victims Unit, um personagem tão desconfiado do governo quanto Mulder e Scully.

A temporada também ficou marcada pela falta de uma participação especial que teria sido inesquecível, Cher em "Prometeu Pós Moderno" ("Post-Modern Prometheus"). O episódio, a passagem de Arquivo X pelo tema de Frankenstein, filmado em preto e branco e dirigido por Chris Carter, pedia a presença da cantora no final. Cher recusou, mas, acabou se arrependendo. Se os Simpsons tiveram orgulho de contracenar com Mulder e Scully, ela também poderia ter saído ganhando.

O público viu ainda um episódio escrito por Stephen King, "Feitiço" ("Chinga"), com seu tradicional uso de um objeto comum, no caso uma boneca, para aterrorizar uma cidade. Outro convidado no roteiro foi William Gibson, autor de Vivendo no Ciberespaço (Killswitch).

Se a gravidez de Gillian Anderson comandou a criatividade dos roteiristas na segunda temporada, o quinto ano da série foi direcionado pelo primeiro longa-metragem para cinema, com vários episódios programados para dar mais tempo aos atores para se dedicarem ao filme.

Arquivo X – Resista ao Futuro

Embora não seja parte de nenhuma temporada, o primeiro longa-metragem da série foi obrigatoriamente inserido no enredo no momento em que a Fox e Chris Carter decidiram lançar Arquivo X no cinema antes do final da série. O filme explora a existência de um vírus de origem extraterrestre e um atentado terrorista ordenado pelo próprio governo. Ao final do longa, o Arquivo X é mais uma vez reaberto.

6a Temporada – episódios 118 a 139

A sexta temporada marcou a chegada da produção em Los Angeles. Algumas idéias foram recicladas, como um roubo a banco que terminava com a morte de Mulder e Scully, explorando a volta no tempo, o que vários outros programas e filmes já haviam feito.

Foi a vez, também, de explorar mais uma lenda popular, o triângulo das Bermudas, quando Mulder aparece à deriva no oceano. Salvo por um barco que passava, ele se descobre a bordo de um navio de passageiros em meio à Segunda Guerra Mundial. Todos os atores do seriado assumem papéis diferentes, com Gillian Anderson interpretando uma agente cuidando da segurança de um cientista. Aproveitando a troca de personagens, Mulder e "Scully" trocam um beijo, ou melhor, ele beija, ela lhe dá um soco no queixo.

Outro episódio capaz de dividir os fãs foi o duplo"Terra dos Sonhos" ("Dreamland"), em que o agente Morris Fletcher (Michael McKean) troca de corpo com Mulder. O tom de comédia continuou com "Arcádia" ("Arcadia"), em que Mulder e Scully investigam um subúrbio fingindo serem casados e "Como os Fantasmas Estragaram o Natal" ("How the Ghosts Stole Christmas"), filmado na casa mal assombrada da Disneyworld.

7a Temporada – episódios 140 a 161

A sétima temporada continuou com a mitologia a partir de "A Sexta Extinção" ("The Sixth Extinction"), que contou com o trabalho de David Duchovny como roteirista. Outro momento marcante foi "Milênio" ("Millennium"), um cruzamento com a outra série de Chris Carter, sobre outro agente do FBI, Frank Black.

Para os fãs do relacionamento entre os agentes, a sétima temporada vai ficar na memória pelo beijo trocado na passagem de 1999 para 2000. Já os fãs do terror tiveram a chance de rever Donnie Pfaster em "Reverendo Orison" ("Orison"), uma seqüência de "Irresistível" ("Irresistible").

Apesar das críticas, Chris Carter mostrou que ainda tinha coragem de experimentar com formatos, incluindo na temporada um episódio filmado ao estilo de outro seriado da Fox, Cops, em "O Medo" ("X-Cops"), e a idéia um tanto "absurdA" de que Skinner aprovaria um filme inspirado pelo Arquivo X. "Hollywood d.C." ("Hollywood AD"), estrelado pelo comediante Garry Shandling e Tea Leoni, foi produzido a partir de outro roteiro escrito por David Duchovny. William B Davis, o Canceroso, também mostrou seu talento de escritor em "A Salvação da Humanidade" ("Em Ami"), último episódio dirigido por Rob Bowman.

8a Temporada – episódios 162 a 182

A oitava temporada foi marcada pelo afastamento de David Duchovny, envolvido com seu desejo por novos desafios e também por suas desavenças com a Fox. Enquanto uma parte do público considera que Arquivo X deixou seu coração em Vancouver, no final da quinta temporada, outra parte considera a saída de um dos dois protagonistas como o golpe final na química que transformou a série num sucesso.

Apesar disso, o novato agente Doggett, interpretado por Robert Patrick, acabou sendo aceito pelo público, e até a substituta de Scully, Mônica Reyes (Annabeth Gish) encontrou uma dose menor de rejeição. Talvez porque o público soubesse que eles nunca de fato herdariam a série.

Além de problemas diante das câmeras, a temporada começou com um acidente que deixou seis feridos e um morto na equipe de produção, Jim Engh, homenageado nos créditos de "Por Dentro".

Para alegria dos "shippers", os fãs que torciam por um romance, a temporada termina com o nascimento do bebê de Scully, que recebe a visita da versão Arquivo X dos Reis Magos, os Pistoleiros Solitários, e o terceiro beijo da série entre o casal de agentes. Podemos passar um bom tempo discutindo se o bebê recebeu o nome de William por ser filho de Mulder, seja por inseminação artificial ou por um caso entre os agentes, ou se foi apenas uma homenagem. Não importa. A audiência, que vinha caindo há várias temporadas, continua seu caminho para baixo e a produção anuncia que a próxima será a última temporada de Arquivo X.

9a Temporada – episódios 183 a 202

A viagem iniciada em 1993 chega ao fim. O estúdio perde a aposta de continuar a série sem a dupla principal e faz as pazes com o fato de que coisas boas também terminam.

A temporada final marcou a ausência total de David Duchovny e a tentativa de amarrar as muitas pontas soltas da mitologia, embora a esperança de um segundo filme para o cinema seja motivo para deixar algo a ser resolvido. Entre os assuntos encerrados, pelo menos no que se pode chamar de definitivo numa série em que tudo é possível, está a morte dos Pistoleiros Solitários em "Eles Nunca Morrem" ("Jump the Shark") e a morte do filho de Doggett em "Libertação" ("Release").

Apesar de ser a última temporada, novos personagens são adicionados à galeria da série. Lucy Lawless (Xena) entra para o elenco como Shannon McMahon, uma militar que Doggett conheceu em Beirute.

Para o público, no entanto, tudo o que importa é a volta de David Duchovny para o episódio duplo final "A Verdade" ("The Truth") para que Mulder e Scully terminem juntos a viagem que começaram nove anos atrás.

A mitologia – temporada a temporada

Quem chega de repente ao universo de Arquivo X deve estar preparado para uma boa quantidade de lição de casa. O enredo principal da série, aquele que aponta que forças ocultas em meio ao governo estão envolvidas em ocultar provas da presença alienígena na terra, está espalhado ao longo das nove temporadas.

Para quem quer ir direto ao ponto, aqui vai a lista:

Temp.

Título em português
Título original

1
Arquivo X: Piloto
The X-Files: Pilot

A Verdade Está Lá Fora
Deep Throat

O Elo de Ligação
Conduit

Caçada Sangrenta
Fallen Angel

O Ser do Espaço
E.B.E.

Jogo de Gato e Rato
The Erlenmeyer Flask

2
Os Homenzinhos Verdes
Little Green Men

Duane Barry – parte 1
Duane Barry

A Ascensão – parte 2
Ascension

Por Um Fio – parte 3
One Breath

A Colônia – parte 1
Colony

Fim de Jogo – parte 2
End Game

Anasazi – Parte 1
Anasazi

3
O Caminho da Cura – Parte 2
The Blessing Way

Operação Clipe de Papel – Parte 3
Paper Clip

Os Japoneses – Parte 1
Nisei

O Falso Alienígena – Parte 2
731

O Mistério do Piper Maru – Parte 1
Piper Maru

O Mistério do Piper Maru II – Parte 2
Apocrypha

Do Espaço Sideral
Jose Chung’s From Outer Space

O Milagre – Parte 1
Talitha Cumi

4
Procura Incessante – Parte 2
Herrenvolk

Tunguska, A Pedra da Morte – 1ª Parte
Tunguska

Terma, A Pedra da Morte – 2ª Parte
Terma

Lembranças Finais
Memento Mori

Lapso de Tempo – 1ª Parte
Tempus Fugit

Lapso de Tempo – 2ª Parte
Max

Não Restou Mais Nada
Zero Sum

A Maior das Mentiras – Parte 1
Gethsemane

5
Em Busca da Verdade – Parte 2
Redux

Em Busca da Verdade – Parte 3
Redux 2

Suspeitos Incomuns
Unusual Suspects

Surpresa no Natal – Parte 1
Christmas Carol

Emily – Parte 2
Emily

A Paciente X – Parte 1
Patient X

A Paciente X – Parte 2
The Red and the Black

O Fim
The End

Arquivo X – Resista ao Futuro

6
O Princípio
The Begining

S.R. 819
S.R. 819

Dois Pais – Parte 1
Two Fathers

Um Filho – Parte 2
One Son

O Anti-Natural
The Unnatural

Biogênesis Final
Biogenesis

7
A Sexta Extinção – PARTE 1
The Sixth Extinction

A Sexta Extinção – PARTE 2
The Sixth Extinction II: Amor Fati

Libertação – PARTE 1
Sein Und Zeit

Libertação – PARTE 2
Closure

A Salvação da Humanidade
En Ami

Réquiem
Requiem

8
Por Dentro
Within

Por Fora
Without

Enganação
Per Manum

Isto Não Está Acontecendo
This is Not Happening

Morto Vivo
DeadAlive

Três Palavras
Three Words

Essência – Parte 1
Essence

Existência – Parte 2
Existence

9
Nada Importante Aconteceu Hoje – Parte 1
Nothing Important Happened Today

Nada Importante Aconteceu Hoje – Parte 2
Nothing Important Happened Today II

Não Confie Em Ninguém
Trust No 1

Procedência – Parte 1
Provenance

Procedência – Parte 2
Providence

William
William

A Verdade
The Truth

Deixe um comentário »

Curiosidade do dia: a divisão mais legal do mundo

Fonte: http://info.abril.com.br/noticias/blogs/cientifica/curiosidades/curiosidade-do-dia-a-divisao-mais-legal-do-mundo/

 

Deixe um comentário »

Filmando a lua com o Nokia N8

 

Usando um telescópio (é claro, já que o zoom não chegaria até lá).

A definição da imagem é impressionante.

Deixe um comentário »

Daniel expulso do Big Brother Brasil 12

Fonte: http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2012/01/saiba-mais-sobre-saida-de-daniel-do-big-brother-brasil.html

 

eja abaixo uma cronologia dos fatos que levaram à eliminação de Daniel do BBB 12:

Sábado (14), às 22h35. Começa a primeira festa do BBB 12.

Domingo (15), às 5h30, Daniel e Monique vão para a cama no Quarto Floresta, onde também estão, em outra cama, Yuri e Laisa. Por volta das 6h45, imagens mostram uma movimentação dos dois sob o edredon. Rafa está ao lado deles.

Às 9h30, Daniel acorda em outra cama e Monique o cumprimenta.

A esta altura, a hashtag #DANIELexpulso já foi criada no Twitter, com internautas acusando o modelo de abuso sexual e pedindo sua eliminação do programa.

Ainda no início do dia, Monique é chamada ao confessionário. Logo depois, ela diz a Daniel, na frente das câmeras, que a produção a questionou sobre se os dois teriam feito sexo durante a noite. Na conversa com Daniel, ela diz que falou que não houve nada. “Eu sei que não fiz, mas começo a pirar. Será que fiz? Será que não fiz?”. Daniel assegura que não houve “momento de sacanagem” entre eles. “Nos beijamos no quarto e nos agarramos no edredom”, diz ele.

Segunda (16), por volta das 17h, um áudio extra-oficial é publicado na internet, com o que supostamente é um segundo depoimento de Monique no confessionário, desta vez para a polícia. No áudio, a voz que seria de Monique diz que “a gente se beijou, eu me lembrava de um beijo. Ele disse que foram dois. E a gente passou a mão um no outro e, realmente, é só isso que lembro”.

Ela completa dizendo que ficou “com tesão” com as carícias e as interrompido, dizendo “chega, chega” e pulando para o lado contrário da cama. Então, segundo ela, Rafa chegou ao quarto e ela afirmou que disse “vamos dormir”. “E eu lembro que dormi. E acordei com Daniel na outra cama e o Rafa comigo, deitado ali comigo”.

Às 21h53, a CGCom (Central Globo de Comunicação)  divulgou uma nota oficial, dizendo que Daniel estava eliminado do programa “devido a um grave comportamento inadequado” e que houve “rigorosa avaliação da Rede Globo, iniciada no domingo de manhã”. Cerca de meia hora depois, na edição do programa na TV Globo, o apresentador Pedro Bial anunciou ao público a eliminação do participante. “Sem precipitação, com o máximo cuidado, analisamos as imagens que evidenciariam uma infração ao regulamento do programa. Depois de criteriosa avaliação, a direção do programa entendeu que, sim, o comportamento de Daniel na noite da festa foi motivo de eliminação”.

Terça, (17), às 10h30, o delegado Antônio Ricardo Nunes, da 32ª Delegacia de Polícia (Taquara) do Rio, chegou ao Projac, na Zona Oeste da cidade, para ouvir os participantes do programa “Big Brother Brasil” Monique e Daniel, sobre uma suspeita de abuso sexual dentro da casa do reality show.

Deixe um comentário »

Cadeia para quem não previne enchente

Fonte: http://noticias.r7.com/blogs/o-provocador/2012/01/13/cadeia-para-quem-nao-previne-enchente/

 

Diante das tragédias que se repetem ano após ano por causa das chuvas, tenho uma sugestão: impeachment e cadeia para os prefeitos e governadores que comprovadamente se omitem e não tomam as providências necessárias e possíveis para impedir que novas mortes anunciadas ocorram.

É pedir demais que os milhões de reais liberados para obras contra enchentes não sejam desviados? Ou que a ajuda humanitária vinda de todo o país chegue às mãos dos que de fato precisam? Roupas, colchões e até alimentos mofam em depósitos ou são roubados por pessoas imorais. Ē hediondo.

Não há mais desculpas. Nada justifica o descaso criminoso das nossas autoridades. Todos sabem onde estão as áreas de risco, em que época vai chover e o que é necessário ser feito. Todos também sabem que famílias vão perder tudo, inclusive suas vidas.

Ninguém espera milagres. A natureza continuará sendo mais poderosa, ela é indomável. E muito cruel quando somos arrogantes. Mas há recursos, tecnologia e solidariedade para atenuar e, ao menos, prevenir maiores calamidades. Falta é vergonha na cara de pau de nossos governantes.

O infeliz que pode ajudar essa gente toda que sofre a cada nova temporada de chuvas, e não o faz, é um criminoso. É um assassino doloso. Não merece perdão, mas desprezo. E cadeia.

Novamente, estamos desolados diante de flagelos e escombros. Não podemos continuar a enterrar nossos mortos em silêncio, olhar para isso como se fosse apenas uma fatalidade. Não é. Há muito a ser feito, e esses assassinos de gabinete nunca começam. Ano após ano.

O Congresso criou a Lei de Responsabilidade Fiscal. Pois que crie uma Lei de Responsabilidade Humana.  O homem público tem de ser responsabilizado pelas vidas que são soterradas sob sua incompetência ou corrupção. E precisam pagar por isso. Chega.

Deixe um comentário »

Arquivo X (S03E11)

Arquivo X S03E11

 

Pe: Veio se confessar?
Scully: Não. Tem um homem com quem trabalho, um amigo, normalmente eu posso discutir essas coisas com ele. Mas não isto. Padre, acredita em milagres?
Pe: É claro. Eu os vejo todos os dias. O sol nascente, o nascimento de uma criança…
Scully: Não, eu me refiro a fatos que desafiam explicação. Coisas que… que me ajudaram a salvar um garotinho. Mas agora eu me pergunto se as vi mesmo, se não as imaginei.

Pe: E por que duvida de si mesma?
Scully: Porque o meu parceiro não as viu. Ele não acreditou nelas. E, normalmente, ele acredita sem questionamento.
Pe: Talvez não devessem ser vistas por ele. E sim só por você.
Scully: lsso é possível?
Pe: Com o Senhor, tudo é possível. Talvez você tenha visto essas coisas porque precisava.

Scully: Para achar meu caminho de volta?
Pe: Às vezes, precisamos completar o círculo para achar a verdade. Por que isso a surpreende?
Scully: Apenas me dá medo.
Pe: Medo?
Scully: Medo de que Deus esteja falando, e ninguém esteja escutando.

Deixe um comentário »

Arquivo X S02E19

 

Arquivo X S02E19

Scully: Às 4:30 da manhã de 12 de março, o Agente Mulder perdeu os sentidos. Não há mais nada que possa fazer por ele. Ou por mim mesma. As provisões acabaram. Nenhuma comida ou bebida por mais de 24 h. O casco externo provavelmente inundou-se, e o casco interno agora suporta o navio. Entre os pertences de Halvorsen, achei um livro infantil de lendas nórdicas. Pelo que entendi, as gravuras mostram o fim do mundo. Não como ensina a Bíblia, numa súbita tempestade do fogo da maldição, mas lentamente coberto por uma manta de neve. Primeiro a lua e as estrelas se perderão numa neblina densa e branca. Depois os rios e os lagos se congelarão. E finalmente, um lobo chamado Skoll abrirá a boca e comerá o sol, levando o mundo a uma noite eterna. Acho que ouço o lobo à porta.

Deixe um comentário »

7 mitos e verdades sobre quedas de avião

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/mito-ou-verdade/13725-7-mitos-e-verdades-sobre-quedas-de-aviao.htm

 

Muita gente tem medo de voar. Algumas são até famosas, como é o caso de Jennifer Aniston, David Bowie, Britney Spears e Lars von Trier. Até mesmo o escritor de ficção científica Isaac Asimov sofria desse mal.

Mas a verdade é que, apesar de acidentes aéreos serem trágicos e de ganharem muito destaque nas páginas dos jornais, eles não são tão fáceis de acontecer. Arnold Barnett, um professor de 60 anos do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT), chegou à conclusão de que as chances de uma pessoa morrer durante um voo é de uma em 90 milhões. Isso quer dizer que você pode voar pelos próximos 250 mil anos sem sofrer um acidente.

Mas se essa estimativa ainda não convenceu, confira a lista que preparamos com mitos e verdades sobre quedas de avião.

1. Turbulência pode derrubar o avião

Não há como negar que turbulências podem ser muito assustadoras. Afinal, a cerca de 10 mil metros de altura, a última coisa que gostaríamos que acontecesse é sentir aqueles chacoalhões violentos, que dão a impressão de que a aeronave se espatifará em breve.

Mas não há o que temer. Quando passar por isso, por mais assustadora que seja a turbulência, tenha em mente que elas dificilmente causam acidentes aéreos. Na verdade, é praticamente impossível que apenas a turbulência seja capaz de derrubar a aeronave.

Também não há razão para se preocupar com a integridade das asas do avião. Ao contrário do que muita gente acredita, essas asas são fabricadas para enfrentar forças muito maiores do que as das turbulências encaradas pelos pilotos.

Obviamente, a situação também não é para desleixo. Em caso de turbulência, lembre-se de permanecer sentado e, com isso, evitar tombos e ferimentos dentro da aeronave.

2. Celular pode causar acidente aéreo

Este é mito comum e muita gente já deve ter ouvido que usar o celular durante o voo pode causar interferências nos equipamentos de navegação presentes na cabine do avião. Em teoria, isso pode mesmo acontecer. Porém, de acordo com testes feitos até o momento, as possibilidades de um acidente causado pelo celular de um passageiro são quase nulas.

O assunto já foi tema até mesmo do programa Caçadores de Mitos, do Discovery Chanel. Durante os testes com diversos equipamentos e frequências, nenhuma interferência foi percebida na cabine. Ou seja, mito detonado.

Porém, como temos lançamentos de aparelhos novos a cada mês e testar um a um seria muito caro, acaba-se por proibir o uso. Além disso, as agências reguladoras tendem a banir tudo o que pode aumentar o risco de acidentes. E como, em teoria, uma interferência pode ocorrer, acaba sendo mais seguro (e barato) manter a proibição.

Entretanto, o mundo já vem percebendo mudanças. Companhias como Emirates Airlines, AeroMobile, OnAir e outras já permitem o uso de celulares. No Brasil, a TAM também possibilita a utilização de celulares e modems 3G durante os voos.

3. Não abra esta porta!

De vez em quando, vemos nos principais jornais alguns casos de passageiros desesperados que tentam abrir a porta da aeronave durante o voo. Há pânico, histeria e muitos gritos, mas a porta não abre. E isso se deve à forma como a porta da aeronave é construída.

Para começar, depois de fechada, a porta possui extremidades maiores do que a abertura, o que torna mais difícil alguém abri-la por acidente ou com pouco esforço. Além disso, assim que a aeronave começa a taxiar, a pressurização dentro da cabine sela a porta fechada e a torna ainda mais difícil de ser aberta.

Obviamente, isso não significa que ela não abrirá em hipótese alguma. Em 1989, por exemplo, nove passageiros foram sugados para fora de um voo sobre o Pacífico por causa de um defeito no mecanismo elétrico de trava da porta, que se abriu em pleno voo. Desde então, esse mecanismo foi reformulado. Mas, no geral, pode ficar tranquilo: as chances de a porta se abrir são praticamente nulas.

4. E se o avião for atingido por um raio?

Tecnicamente, um raio pode, sim, derrubar um avião. Mas as chances disso acontecer são extremamente raras. O último acidente desse tipo registrado foi em 1967, quando um raio causou a explosão do tanque de combustível e, desde então, as técnicas de proteção foram aperfeiçoadas.

A fuselagem de um avião funciona como uma gaiola de Faraday,  protegendo não só os equipamentos eletrônicos no interior da aeronave, mas também a tripulação e os passageiros. Outro fator que deve tranquilizar o passageiro é a bateria de testes pela qual todo avião recém-construído passa, certificando sua proteção contra raios.

Em resumo: por mais que seja possível, é mais provável alguém ganhar na loteria do que ter o avião derrubado por um raio.

5. Acidentes aéreos são sempre fatais

Existem muitos sobreviventes de desastres aéreos que não deixam esse mito persistir. Além de acidentes desse tipo serem difíceis de acontecer, existe mais uma estatística a favor do passageiro: há 95,5% de chances de sobrevivência a uma queda de avião.

Uma pesquisa realizada pela National Transportation Safety Board analisou todos os acidentes ocorridos durante o período de 1983 a 2000. Das 53,4 mil pessoas envolvidas em desastres aéreos, 51,2 mil sobreviveram.

Por incrível que pareça, a maior ameaça em uma situação de perigo mora dentro de nós. Muitas vezes, por acreditarem que não é possível escapar de uma queda de avião, muitas pessoas desistem de tentar se salvar em situações de emergência.

6. Posição de queda ajuda?

Em pousos emergenciais, seja em terra ou m água, o passageiro deve adotar a posição de queda (ou de impacto), conhecida em inglês como brace position. E é claro que existem alguns mitos relacionados a esse procedimento.

Há quem diga que a posição serve apenas para conservar melhor a arcada dentária das vítimas, facilitando assim a identificação dos corpos após a queda. Outros conspiracionistas alegam que a brace position só tem utilidade para aumentar o risco de morte, o que pouparia empresas de seguro de pagarem tratamentos médicos caros e longos.

Mas a verdade é que a posição de impacto já salvou muitas vidas. E um dos casos mais recentes foi o do voo US Airways 1549, que fez um pouso forçado em pleno rio Hudson, em Manhattan. Na ocasião, todos respeitaram a posição de queda e as 155 pessoas a bordo sobreviveram sem ferimentos graves.

7. Triângulo das Bermudas

O Triângulo das Bermudas é uma área com mais de 1 milhão de km² situada no Oceano Atlântico, entre as ilhas Bermudas, Porto Rico, Fort Lauderdale e as Bahamas. Essa região se tornou popular depois dos desaparecimentos de aviões, navios e barcos de passeio. Há quem diga que esses “sumiços” são frutos do trabalho de extraterrestres, monstros marinhos, redemoinhos mortais e outros fenômenos inexplicáveis.

Porém, há uma causa bastante concreta e que quase ninguém cita: mares tropicais com péssimas condições climáticas. Essa é provavelmente a resposta por trás desses desaparecimentos. E se levarmos em conta as estatísticas, não há evidências de que sumam mais embarcações e aviões nos Triângulo das Bermudas do que em outras regiões.

Deixe um comentário »

%d blogueiros gostam disto: