JotaPêAh!

O Provocador: Os idiotas e seus carrões ridículos

em 26/11/2011 12:17:14

Fonte: http://noticias.r7.com/blogs/o-provocador/

 

Uma coisa eu nunca entendi: Por que fabricam (e tem gente que compra) carros que podem atingir até 300 km/h se no Brasil a velocidade máxima permitida, em poucas rodovias, é 120/h?

Isso me parece uma estupidez voluntária das autoridades e uma maldade premeditada dos fabricantes. É como usar um avião supersônico para ir até a esquina.

Em São Paulo, uma metrópole gigantesca, as principais vias aceitam até 60 km/h. Seria um pesadelo de monotonia não fossem os congestionamentos que obrigam os carros a tartarugar a 20 km/h, quando não estão rigorosamente parados. Conheço paulistanos que nunca usaram a quinta marcha.

Portanto, quanto mais possante um automóvel, mais inútil ele é. Na verdade, ridículo. Assim como quem os dirige. Qualquer psicólogo de botequim sabe que muitos homens transferem sua potência para o motor de um bólido.

Quando vejo um babaca num desses carrões importados, irados, turbinados e exibicionistas, eu enxergo um broxa, um tarado não por acaso impotente.

Cada vez mais as mulheres adotam esse comportamento psicótico. Parecem buldogues siliconados. São broxantes, por sinal. Combinam.

Fico imaginando a economia e os benefícios ecológicos caso a indústria automobilística só lançasse veículos para uso racional e responsável. Para não falar dos acidentes que seriam evitados, o que já é outra conversa.

Por mim, descia a marreta nessas porcarias. Ou botava um poste na frente de cada um. Quando estivessem em alta velocidade.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: