JotaPêAh!

Aceitação e consumo: o que as pessoas fazem por aceitação social?

em 10/11/2010 22:59:57
Pessoas que se sentem excluídas de seus grupos sociais podem fazer um grande esforço para serem aceitas, até mesmo gastar dinheiro de forma excessiva e desenvolvendo hábitos excêntricos ou se envolvendo com o consumo de drogas. Essas são as conclusões de um artigo publicado no periódico Journal of Consumer Research.

“A exclusão social força, de certa forma, algumas pessoas a usar o dinheiro e o consumo como uma forma de ‘afiliação’ a um determinado grupo”, diz Nicole Mead, pesquisadora da Universidade de Tilburg, na Holanda, que desenvolveu o estudo com outros pesquisadores de diversas universidades.

De acordo com os pesquisadores, essas pessoas que se sentem excluídas de determinados grupos sociais – o que é comum quando uma pessoa muda de cidade ou Estado – procuram pistas de como se encaixar novamente em um novo grupo. Elas então usam o consumo de forma estratégica para articular símbolos e criar novos laços sociais e relacionamentos.

Para chegar a essas conclusões os autores criaram “jogos de laboratório”, em que grupos de desconhecidos se reuniam. Alguns participantes eram induzidos a criar uma separação e isolar determinados indivíduos. As “reuniões” ocorriam durante vários dias, e notou-se que alguns indivíduos mudavam seu padrão de comportamento e de roupas, por exemplo. Em outro experimento os participantes formavam duplas, mas um dos indivíduos deixava de participar do experimento repentinamente, deixando a outra pessoa sozinha. Os padrões de consumo dessas pessoas, nos momentos após essa “rejeição”, também se alteravam.

Dois exemplos desse tipo de consumo podem ser vistos em um dos participantes, que para agradar a um grupo formado basicamente por orientais, se dispôs a pagar uma soma muito alta de dinheiro por uma determinada refeição (e cujo preço foi inflacionado pelos pesquisadores).

Em outro exemplo, um indivíduo, que antes do experimento afirmava nunca ter experimentado nenhum tipo de droga, após um tempo de isolamento social chegou a propor aos outros participantes que eles se envolvessem no consumo de cocaína.

Todos esses padrões de consumo (inclusive de artigos ilícitos) eram a forma que esses indivíduos isolados conseguiam barganhar a sua presença e aceitação entre os grupos sociais determinados nos estudos. E isso ocorre mesmo que os indivíduos isolados tenham de se engajar em atividades perigosas ou que não sejam parte de seu rol de preferências, finalizam os pesquisadores.

com informações do University of Chicago Press Journals

Fonte: http://oqueeutenho.uol.com.br/portal/2010/11/09/aceitacao-e-consumo-o-que-as-pessoas-fazem-por-aceitacao-social/


%d blogueiros gostam disto: