JotaPêAh!

Mapa dos Mistérios do GTA San Andreas

Segredos, mistérios, curiosidades… espalhados no mapa do Estado de
San Andreas temos várias coisas inusitadas, alguns boatos e diversas
pequenas referências a situações específicas, personagens e outros
jogos e até um sarro com jogos concorrentes, como Driv3r e True Crime.

– Em Idlewood, comece a partir do ícone de freeroam, ande na direção
sul pegue a direita. Você verá uma área cercada com um poço, muito
parecido com o visto no filme The Ring.

– Em San Fierro, ao sul da Gant Bridge há um restaurante, no lado oeste
dele você pode avistar uma placa com as características da ponte.

– Pé Grande/Leatherface… FAKE. FALSO… NÃO EXISTE.

– Durante todo o jogo, em momentos aleatórios, pode ser que um avião
caia bem perto de onde CJ está. As vezes acontece dele cair até mesmo
EM CIMA do CJ. É, acidentes acontecem.

– Se você olhar na cripta do cemitério de Los Santos, onde a mãe de CJ
está enterrada, verá uma TV, Laz-e-Boy e algumas caixas de pizza. Uma
clara referência a Spike e Buffy, a caça vampiros.

– Ao norte da área restrita para vôos existe uma estradinha de terra
perto de algumas rochas onde você pode encontrar um buraco com seis
corpos dentro de sacos pretos la no fundo.

– Entre na Well Stacked Pizza perto de sua primeira casa no jogo, passe
pela porta de metal a esquerda e depois entre na porta seguinte a
direita. Equipe um sniper rifle e observe as figuras perto do fogo. Uma
delas é normal, com uma mulher cobrindo o fogo com uma manta. Na
segunda você pode ver um corpo deitado sobre a manta.

– No countryside entre Los Santos e San Fierro, perto do mount chiliad
Angel Pine você pode ver, as vezes, um carro fantasma. Um greendale
danificado que desce o morro sozinho, sem ninguém guiando .

– Perto do Vank Hoff Hotel há um aviso: NO BASE JUMPING, que é saltar de um prédio em queda livre apenas com um pára-quedas.

– No topo da Gant Bridge há uma placa interessante onde está escrito:
There are no Easter Eggs up here. Go away. Em português ficaria mais ou
menos assim: Não há ovos de páscoa aqui em cima, vá embora.

– Entre no Bar da Grove Street e observe a pintura na parede. Você verá
uma mensagem que diz “BOBO” e um soldado está desenhado lá com uma arma
nas mãos. Essa figura é na verdade o desenho dos Cerberus, os guardas
armados dos níveis mais avançados do jogo Manhunt. Se você já jogou
Manhunt e liberou as artes conceituais, verá uma imagem muito
semelhante a vista no San Andreas.

– Há um restaurante por baixo da ponte Gant, no início dela em San
Fierro onde você pode ver um “pedaço” dos cabos de aço usados na ponte
e na placa você pode ver a hilária inscrição: Oooooooooooh
amazing…/Isn’t it fantastic?/ No, it’s just simple physics/ I don’t
know why we’re making such a fuss. Em português: Oooooooooh
incrível…/ Isso não é fantástico? Não, é simplesmente física. Não sei
porque estamos fazendo tanto barulho.

– A maioria das NRG-500 tem o número 46 pintado. Esse é o número usado
por Valentino Rossi, um dos maiores vencedores da categoria Moto GP de
todos os tempos.

– Há uma rocha ao norte de Palomino Creek chamada de Nothstar Rock.

– Dentro das sex-shops várias coisas engraçadas podem ser vistas, como
um dildo montado em uma serra elétrica e a capa de um livro onde o
título é “Jenny and Sara, Lesbo Adventure”.

– Perto do Zero RC um velho homem pode ser visto com uma caixa na
cabeça. Na caixa está escrito “Keep Out” e na placa está escrito “God
is playing with us!”, “Deus está jogando conosco”.

– No túnel de trem perto da Unity Station, entre outros lugares, há um
anuncio de uma companhia chamada “True Grime” (Lixo/sujeira
verdadeiro(a)), e nas linhas está escrito algo sobre livrar-se do lixo
antigo.

– Em todas os túmulos de San Andreas está gravada a seguinte frase: OPPOSITION, 1997-2004 RIP.

– Ao olhar no céu em uma noite clara você poderá distinguir o logotipo da Rockstar desenhado com as estrelas.

– Dentro da Zero RC Shop você pode usar o sniper para ver as caixas de bonecos de vários personagens dos jogos da rockstar.

– Dentro do Genetic Reserch building, em Downtown, San Fierro, você
pode ver dois elevadores. No placa do primeiro está escrito “FLOORS 1
TO 6 ONLY”, mas no outro você pode ver escrito “ZOMBIE LAB ONLY”.

– Na entrada de San Fierro a partir da ponte que liga a praia de Los Santos pode-se ver isto: http://www.youtube.com/watch?v=cAzG9zOpC90

-Carros Fantasmas – Localizados na região de Whetstone são Glendales
quebrados que ficam andando sozinhos pelas florestas. Além disso todos
eles estão bem amassados e não tem como consertá-los, ou seja, se
leva-los para a garagem, Pay’N’Spray ou TransFender eles não consertam
e não podem ser equipados, além disso eles andam extremamente devagar o
que não ocorre com Glendales comuns que correm bastante!

-OVNIS- São luzes que passam rapidamente pelo céu deixando rastros,
muitos dizem ser apenas aviões porém se você vai bem perto deles é
apenas uma grande luminosidade brilhante que muitas vezes muda de cor,
ou seja, se fossem aviões ao chegarmos perto dele o veríamos, o que não
acontece.

-Ilha de Alcatraz – dizem ser mistério por ela não ser marcada no mapa
de SA. Está localizada no porto de San Fierro e é uma pequena ilha com
várias plantinhas que dizem ter sido feita em homenagem a prisão
Alcatraz dos EUA.

-Cabine Telefônica – já foi comprovado que há também no deserto uma
cabine telefônica que toca sem parar e ao ser atendida barulhos
estranhos são ouvidos do outro lado da linha.

-Submarino – As vezes é possivel ver um submarino que passa pelos mares
de SA e encontra-se estacionado no porto de San Fierro perto de
Alcatraz.

-Água Assombrada – localizada em Back O’Beyond. É uma lago com água
escura que é bastante raso, porém quando você passa com um veículo ele
afunda na hora, além disso ele desaparece nesta água o que não acontece
quando afundamos em qualquer outra água normal azul.

-“Triângulo das Bermudas” – quando se afunda com um avião em certos
pontos do oceano ele entra em um lugar escuro e vai caindo e caindo até
que após alguns segundos ele aparece intácto em algum outro lugar do
jogo.

– Serial Killer – há rumores de que exista no jogo um serial killer que
quando encontrado mata CJ na hora. Houve relatos de que ele foi
encontrado na cadeira de rodas que fica em Fisher’s Lagoon, porém até
hoje nada achei por lá apenas a cadeira vazia.

-Cabana do Serial Killer – dizem sem a cabana que se localiza num lugar
ao finalzinho do mapa no deserto onde há uma caminhonete estacionada e
quebrada.

-Fantasma da Mãe do CJ – localizada na Jonhson’s House, dizem que ela
aparece por lá durante a madrugada. Há rumores também que ela aparece
no Monte Chiliad em forma de zumbi, ela é gordinha e veste um vestido
cinza extremamente sujo.

-Vortex Fantasma – localizado na parte de cima a esquerda do mapa ao
final do deserto em uma “prainha”, é um vortex encoberto por névoa que
anda sozinho pela areia e quando CJ chega perto ele “joga-se” ao mar.

– Ilha de Gilligans – supostamente outra ilha não localizada no mapa.

– Monstro do Lago Ness – há rumores de que ele se encontra em Fisher’s
Lagoon. Houve relatos de que ele é como uma “sombra” que fica se
mexendo bem no meio do lago durante a noite enquanto o mar está coberto
por nevoeiro.

-Zumbis – há rumores de que há zumbis em SA principalmente em Los
Santos e nas cidadezinhas isoladas, porém essa informação ainda não foi
comprovada.

-Pé Grande – o mais famoso mistério deste jogo no entanto não há uma
certeza de que ele exista, eu pelo menos nunca o encontrei. Dizem que
ele vive nas redondezas de Whetstone e no Monte Chiliad, onde há
relatos de que foram ouvidos gritos e passos no local.

-Fantasmas do Monte Chiliad – no topo do monte de madrugada se olharmos
com uma câmera aparecerão estranhas coisas pretas e brancas (que não
são névoa porque é bem mais escura) subindo e descendo por entre as
árvores, dizem ser fantasmas.

-Jaws Megalodon – é um tubarão enorme que nada pelos mares de SA. Eu já
o vi uma vez mas fazia tão pouco tempo que tinha o jogo que nem pensei
que aquilo fosse um mistério do jogo. Eu estava nadando pelo oceano
quando passou por mim uma coisa cinza enorme…eu levei um susto mas
continuei nadando…nem me lembro onde era porque como disse fazia
pouco tempo que tinha o jogo então nem entendia muito sobre os
lugares…já tentei acha-lo de novo mas tudo que consegui foi ficar
nadando horas e horas sem nada encontrar…

-Em Los Santos – Grove ao pé do campo de Basketball existe uma casinha
com o simbolo de uma estatua verde daquelas que tinhamos de apanhar no
VC

-Há um grafiti que se situa no cemitério de Los Santos que só aparece á noite.


Segredos, mistérios, curiosidades… espalhados no mapa do Estado de
San Andreas temos várias coisas inusitadas, alguns boatos e diversas
pequenas referências a situações específicas, personagens e outros
jogos e até um sarro com jogos concorrentes, como Driv3r e True Crime.

– Em Idlewood, comece a partir do ícone de freeroam, ande na direção
sul pegue a direita. Você verá uma área cercada com um poço, muito
parecido com o visto no filme The Ring.

– Em San Fierro, ao sul da Gant Bridge há um restaurante, no lado oeste
dele você pode avistar uma placa com as características da ponte.

– Pé Grande/Leatherface… FAKE. FALSO… NÃO EXISTE.

– Durante todo o jogo, em momentos aleatórios, pode ser que um avião
caia bem perto de onde CJ está. As vezes acontece dele cair até mesmo
EM CIMA do CJ. É, acidentes acontecem.

– Se você olhar na cripta do cemitério de Los Santos, onde a mãe de CJ
está enterrada, verá uma TV, Laz-e-Boy e algumas caixas de pizza. Uma
clara referência a Spike e Buffy, a caça vampiros.

– Ao norte da área restrita para vôos existe uma estradinha de terra
perto de algumas rochas onde você pode encontrar um buraco com seis
corpos dentro de sacos pretos la no fundo.

– Entre na Well Stacked Pizza perto de sua primeira casa no jogo, passe
pela porta de metal a esquerda e depois entre na porta seguinte a
direita. Equipe um sniper rifle e observe as figuras perto do fogo. Uma
delas é normal, com uma mulher cobrindo o fogo com uma manta. Na
segunda você pode ver um corpo deitado sobre a manta.

– No countryside entre Los Santos e San Fierro, perto do mount chiliad
Angel Pine você pode ver, as vezes, um carro fantasma. Um greendale
danificado que desce o morro sozinho, sem ninguém guiando .

– Perto do Vank Hoff Hotel há um aviso: NO BASE JUMPING, que é saltar de um prédio em queda livre apenas com um pára-quedas.

– No topo da Gant Bridge há uma placa interessante onde está escrito:
There are no Easter Eggs up here. Go away. Em português ficaria mais ou
menos assim: Não há ovos de páscoa aqui em cima, vá embora.

– Entre no Bar da Grove Street e observe a pintura na parede. Você verá
uma mensagem que diz “BOBO” e um soldado está desenhado lá com uma arma
nas mãos. Essa figura é na verdade o desenho dos Cerberus, os guardas
armados dos níveis mais avançados do jogo Manhunt. Se você já jogou
Manhunt e liberou as artes conceituais, verá uma imagem muito
semelhante a vista no San Andreas.

– Há um restaurante por baixo da ponte Gant, no início dela em San
Fierro onde você pode ver um “pedaço” dos cabos de aço usados na ponte
e na placa você pode ver a hilária inscrição: Oooooooooooh
amazing…/Isn’t it fantastic?/ No, it’s just simple physics/ I don’t
know why we’re making such a fuss. Em português: Oooooooooh
incrível…/ Isso não é fantástico? Não, é simplesmente física. Não sei
porque estamos fazendo tanto barulho.

– A maioria das NRG-500 tem o número 46 pintado. Esse é o número usado
por Valentino Rossi, um dos maiores vencedores da categoria Moto GP de
todos os tempos.

– Há uma rocha ao norte de Palomino Creek chamada de Nothstar Rock.

– Dentro das sex-shops várias coisas engraçadas podem ser vistas, como
um dildo montado em uma serra elétrica e a capa de um livro onde o
título é “Jenny and Sara, Lesbo Adventure”.

– Perto do Zero RC um velho homem pode ser visto com uma caixa na
cabeça. Na caixa está escrito “Keep Out” e na placa está escrito “God
is playing with us!”, “Deus está jogando conosco”.

– No túnel de trem perto da Unity Station, entre outros lugares, há um
anuncio de uma companhia chamada “True Grime” (Lixo/sujeira
verdadeiro(a)), e nas linhas está escrito algo sobre livrar-se do lixo
antigo.

– Em todas os túmulos de San Andreas está gravada a seguinte frase: OPPOSITION, 1997-2004 RIP.

– Ao olhar no céu em uma noite clara você poderá distinguir o logotipo da Rockstar desenhado com as estrelas.

– Dentro da Zero RC Shop você pode usar o sniper para ver as caixas de bonecos de vários personagens dos jogos da rockstar.

– Dentro do Genetic Reserch building, em Downtown, San Fierro, você
pode ver dois elevadores. No placa do primeiro está escrito “FLOORS 1
TO 6 ONLY”, mas no outro você pode ver escrito “ZOMBIE LAB ONLY”.

– Na entrada de San Fierro a partir da ponte que liga a praia de Los Santos pode-se ver isto: http://www.youtube.com/watch?v=cAzG9zOpC90

-Carros Fantasmas – Localizados na região de Whetstone são Glendales
quebrados que ficam andando sozinhos pelas florestas. Além disso todos
eles estão bem amassados e não tem como consertá-los, ou seja, se
leva-los para a garagem, Pay’N’Spray ou TransFender eles não consertam
e não podem ser equipados, além disso eles andam extremamente devagar o
que não ocorre com Glendales comuns que correm bastante!

-OVNIS- São luzes que passam rapidamente pelo céu deixando rastros,
muitos dizem ser apenas aviões porém se você vai bem perto deles é
apenas uma grande luminosidade brilhante que muitas vezes muda de cor,
ou seja, se fossem aviões ao chegarmos perto dele o veríamos, o que não
acontece.

-Ilha de Alcatraz – dizem ser mistério por ela não ser marcada no mapa
de SA. Está localizada no porto de San Fierro e é uma pequena ilha com
várias plantinhas que dizem ter sido feita em homenagem a prisão
Alcatraz dos EUA.

-Cabine Telefônica – já foi comprovado que há também no deserto uma
cabine telefônica que toca sem parar e ao ser atendida barulhos
estranhos são ouvidos do outro lado da linha.

-Submarino – As vezes é possivel ver um submarino que passa pelos mares
de SA e encontra-se estacionado no porto de San Fierro perto de
Alcatraz.

-Água Assombrada – localizada em Back O’Beyond. É uma lago com água
escura que é bastante raso, porém quando você passa com um veículo ele
afunda na hora, além disso ele desaparece nesta água o que não acontece
quando afundamos em qualquer outra água normal azul.

-“Triângulo das Bermudas” – quando se afunda com um avião em certos
pontos do oceano ele entra em um lugar escuro e vai caindo e caindo até
que após alguns segundos ele aparece intácto em algum outro lugar do
jogo.

– Serial Killer – há rumores de que exista no jogo um serial killer que
quando encontrado mata CJ na hora. Houve relatos de que ele foi
encontrado na cadeira de rodas que fica em Fisher’s Lagoon, porém até
hoje nada achei por lá apenas a cadeira vazia.

-Cabana do Serial Killer – dizem sem a cabana que se localiza num lugar
ao finalzinho do mapa no deserto onde há uma caminhonete estacionada e
quebrada.

-Fantasma da Mãe do CJ – localizada na Jonhson’s House, dizem que ela
aparece por lá durante a madrugada. Há rumores também que ela aparece
no Monte Chiliad em forma de zumbi, ela é gordinha e veste um vestido
cinza extremamente sujo.

-Vortex Fantasma – localizado na parte de cima a esquerda do mapa ao
final do deserto em uma “prainha”, é um vortex encoberto por névoa que
anda sozinho pela areia e quando CJ chega perto ele “joga-se” ao mar.

– Ilha de Gilligans – supostamente outra ilha não localizada no mapa.

– Monstro do Lago Ness – há rumores de que ele se encontra em Fisher’s
Lagoon. Houve relatos de que ele é como uma “sombra” que fica se
mexendo bem no meio do lago durante a noite enquanto o mar está coberto
por nevoeiro.

-Zumbis – há rumores de que há zumbis em SA principalmente em Los
Santos e nas cidadezinhas isoladas, porém essa informação ainda não foi
comprovada.

-Pé Grande – o mais famoso mistério deste jogo no entanto não há uma
certeza de que ele exista, eu pelo menos nunca o encontrei. Dizem que
ele vive nas redondezas de Whetstone e no Monte Chiliad, onde há
relatos de que foram ouvidos gritos e passos no local.

-Fantasmas do Monte Chiliad – no topo do monte de madrugada se olharmos
com uma câmera aparecerão estranhas coisas pretas e brancas (que não
são névoa porque é bem mais escura) subindo e descendo por entre as
árvores, dizem ser fantasmas.

-Jaws Megalodon – é um tubarão enorme que nada pelos mares de SA. Eu já
o vi uma vez mas fazia tão pouco tempo que tinha o jogo que nem pensei
que aquilo fosse um mistério do jogo. Eu estava nadando pelo oceano
quando passou por mim uma coisa cinza enorme…eu levei um susto mas
continuei nadando…nem me lembro onde era porque como disse fazia
pouco tempo que tinha o jogo então nem entendia muito sobre os
lugares…já tentei acha-lo de novo mas tudo que consegui foi ficar
nadando horas e horas sem nada encontrar…

-Em Los Santos – Grove ao pé do campo de Basketball existe uma casinha
com o simbolo de uma estatua verde daquelas que tinhamos de apanhar no
VC

-Há um grafiti que se situa no cemitério de Los Santos que só aparece á noite.

Anúncios
145 comentários »

Hoje é Friday! – O que é pior: quem fala, ou quem escuta?



Deixe um comentário »

I dreamed a dream – Les miserables

I dreamed a dream in time gone by Eu sonhei um sonho num tempo que já se foi

When hopes were high and life worth living,

Quando esperanças eram elevadas e valia a pena viver

I dreamed that love would never die

Eu sonhei que o amor nunca morreria

I dreamed that God would be forgiving

Eu sonhei que Deus estaria perdoando


Then I was young and unafraid, Então eu era jovem e destemida

When dreams were made and used and wasted

Quando sonhos eram feitos e usados e desperdiçados

There was no ransom to be payed,

Não havia nenhum resgate a ser pago

No song unsung, no wine untasted

Nenhuma canção não cantada, nenhum vinho intocado


But the tigers come at night, Mas os tigres vêm à noite

With their voices soft as thunder,

Com suas vozes suaves como trovão
As they tear your hope apart
Como eles despedaçam sua esperança

As they turn your dreams to shame

Transformando seus sonhos em vergonha


And still I dreamed he’d come to me E ainda sim sonhei que ele veio até mim

And we would live the years together,

E que viveríamos os anos juntos

But there are dreams that cannot be

Mas há sonhos que não podem ser

And there are storms we cannot weather

E há tempestades que não podemos prever


I had a dream my life would be Eu tive um sonho que minha vida seria

So different from this hell I’m living

Tão diferente deste inferno que estou vivendo

So different now from what it seemed

Tão diferente daquilo que parecia
Now life has killed the dream I dreamed
Agora a vida matou o sonho que sonhei
Deixe um comentário »

Bate-boca na avenida

Mais uma cena daquelas que só a neurose urbana é capaz de produzir.
Aconteceu
na Avenida José de Alencar. O motorista de um Fusca confundiu-se e
parou no meio da via. Ele não percebeu que o sinal que estava fechado
era só para quem entraria à esquerda. Um engano comum.
Uma enorme
caminhonete importada, destas que mais parecem um tanque de guerra,
parou atrás do tal Fusca e abriu a buzina, na tentativa de fazê-lo
seguir em frente, já que o sinal estava aberto para quem desejava ir
reto. Eu parei atrás dos dois.
Como o motorista do Fusca parecia não
estar entendendo o recado, o cidadão da caminhonete colocou o corpo para
fora da janela e começou a gesticular e a insultar o proprietário do
carro da frente. Eu logo vi que aquilo não ia acabar bem.
Ofendido, o
motorista do Fusca desceu para tirar satisfações. O sujeito da
caminhonete, intimidado, preferiu permanecer dentro do carro. Batendo na
reluzente lataria da caminhonete, o proprietário do Fusquinha desafiava
seu oponente a sair para a rua e enfrentá-lo. Enquanto isso, uma fila
de carros se formava.
Foi então que entrou em cena uma terceira
personagem: a mulher do motorista do Fusquinha. Talvez acostumada com os
escândalos do marido, a mulher começou a gritar para que ele voltasse
para o carro, para que fossem embora dali. Sem dar ouvidos à esposa, o
marido continuava esbravejando e batendo na caminhonete.
Inconformada
com aquela situação ridícula e cansada de pedir ao marido que lhe
ouvisse, a mulher tomou uma atitude extrema: passou para o volante do
Fusca, ligou o motor e partiu, deixando o marido brigão no meio da
avenida, de boca aberta! O motorista da caminhonete aproveitou o caminho
livre e também se foi!
Quando passei pelo marido abandonado, pensei
em perguntar se ele precisava de um táxi, mas achei melhor ficar quieto.
 

Fonte

Deixe um comentário »

Endurecer sem perder a ternura – TaxiTramas

Estava ocorrendo uma manifestação em frente à prefeitura. Em cima de um
caminhão de som, uma dirigente sindical desancava os governantes locais.
Cerca de cento e poucos gatos-pingados agitavam bandeiras e aplaudiam.
Eu estava no ponto da Rua Uruguai, a poucos metros, observando a
movimentação.
Uma conhecida casa de prostituição de Porto Alegre está
usando um velho ônibus, com um sistema de som potente, para divulgar
uma nova filial que está abrindo na Zona Sul da cidade. Esse ônibus
parou no sinal fechado bem perto da tal manifestação. Dentro do ônibus,
umas moças desinibidas dançavam ao som de uma música estridente. O som
do ônibus abafava o do caminhão do sindicato. Tremenda bagunça sonora.
O
que se passou, então, foi hilário.
Os manifestantes, já meio
cansados daquela lengalenga política, viraram-se todos para o ônibus,
para admirar as meninas que rebolavam ao som de Madonna. Empolgada com a
inesperada plateia, uma das garotas chegou a abrir a blusa!
Sobre o
caminhão do sindicato, os organizadores até que tentaram manter o nível
da manifestação. A sindicalista que estava ao microfone, porém, resolveu
apelar. Passou a insultar as garotas do ônibus, que estariam, segundo
ela, “expondo-se feito pedaços de carne em um açougue” – coisa feia.
Foi
aí que aconteceu o fato mais curioso de toda aquela cena já absurda.
Quem estava nas imediações do protesto, na terça-feira passada, talvez,
tenha notado o que notei: A maioria dos manifestantes (notadamente os
homens) passou a xingar a sindicalista, num claro e constrangedor apoio
às companheiras prostitutas!
Aconteceu tudo muito rápido. O tempo de
um fechar e abrir de sinaleira. Tão logo o ônibus partiu, a manifestação
foi retomada, mas já sem o ímpeto anterior. Nunca a frase de Che
Guevara se aplicou tão bem: “Hay que endurecer, pero sin perder la
ternura jamás”.
 

Fonte

Deixe um comentário »

Ensaio sobre a traição – TaxiTramas

A passageira embarcou e perguntou se o identificador do telefone celular
poderia se enganar. Antes mesmo que eu respondesse, ela pediu que
tocasse para o Motel Ninho de Amor, que ficava do outro lado da cidade.
No
caminho, ela explicou que o marido havia viajado e teria marcado o
retorno para aquela manhã. Acontece que ele tinha acabado de ligar para o
celular dela, avisando que iria se atrasar, que chegaria em casa só por
volta do meio-dia. Depois que desligou o aparelho, a mulher lembrou que
não tinha nada para comer em casa. Assim, verificou o número de onde o
marido havia ligado e telefonou pra ele. Uma moça atendeu:
– Motel
Ninho de Amor, bom dia!
Deixei a esposa indignada na portaria do tal
motel, armando o maior barraco!

Em episódio semelhante, meu
colega Kiko foi pegar uma corrida em um motel. Logo que embarcou, a
passageira pediu que Kiko ligasse para o celular dela, pois não estava
localizando o aparelho. Como o telefone não tocou na sua bolsa, ela
concluiu que havia perdido o celular.
Quando já estava chegando ao
destino da corrida, um carro importado cortou a frente do táxi. De
dentro do veículo, saiu o marido da mulher, indignado, revólver em
punho. Ele estava seguindo a esposa desde a saída do motel. Depois de
concluir que Kiko era só um taxista fazendo seu trabalho, o homem pagou a
corrida e puxou a mulher, pelos cabelos, para dentro do seu carro
importado, dizendo que a mataria!
No outro dia, a mulher ligou para o
Kiko (o número dele havia ficado na memória) para se desculpar.
Explicou que havia perdido o telefone no táxi que a levou para o motel.
Quando o marido ligou para ela, o taxista informou que a passageira
havia perdido aquele telefone no seu táxi. O marido, então, perguntou
onde ele havia deixado a mulher. Ingênuo, o outro taxista deu o endereço
do motel…
Pelo menos, ela estava viva para pedir desculpa.
 

Fonte

Deixe um comentário »

Do charges.com.br – E-mail comentado

MR, digo que viagens no tempo são contraditórias, e o que me fez
lembrar disso foi o que foi dito nesse último episódio de Tonin. Se
alguém volta ao passado para alterar algo e consegue, então isso nunca
terá acontecido, portanto não haverá motivo para que se volte no
passado caso tenha sido evitado, então o fato acontecerá. Viagem? Sim!
Mas faz todo sentido, não?

Chato – Franca – SP

Não é isso. É que uma vez alterado o tempo futuro, sendo você do tempo
presente, a ação não terá acontecido no tempo passado. Logo o passado
não impactará no presente, já que o presente do passado é o passado
nosso e o presente dele. E o presente nosso é o futuro do passado. Por
outro lado, o futuro do futuro pode ser alterado, transformando o
passado do futuro do futuro em presente. Uma vez transformado em
presente do futuro, aquele presente (para nós, o futuro) já estará
automaticamente alterado. Francamente, não entendo como algumas pessoas
tem dificuldade de entender uma coisa tão simples.

 

Fonte

Deixe um comentário »

Ministério do Planejamento autoriza reajuste do auxílio-alimentação do Executivo Federal

Brasília, 9/2/2010 – A partir deste mês, os servidores do Poder Executivo Federal em todo o Brasil vão receber o valor de R$ 304,00 a título de auxílio-alimentação. O reajuste constará no contracheque de fevereiro, cuja remuneração estará disponível no início de março.

Portaria nesse sentido foi assinada hoje pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, e será publicada na edição de amanhã do Diário Oficial da União. A medida tem um impacto anual de R$ 950 milhões no Orçamento e beneficiará diretamente 514,4 mil servidores ativos.

Segundo Bernardo, o governo fez um esforço para conseguir os recursos necessários para a correção que era antiga reivindicação dos servidores, uma vez que os valores estavam defasados.

A atualização do valor, que não era alterado desde 2004, representa um reajuste que varia de 88% a 141%, conforme a Unidade da Federação. Isso porque até agora o benefício era pago em quatro valores distintos, de acordo com o Estado. O maior era o do Distrito Federal, onde os servidores federais recebiam R$ 161,99 e onde, proporcionalmente, o reajuste foi menor (88%).

Num grupo de 14 Estados (Maranhão, Piauí, Tocantins, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas, Sergipe, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), os valores eram de R$ 126 e o reajuste representou 141%.

Para outros nove Estados (Acre, Amazonas, Rondônia, Roraima, Amapá, Pará, Ceará, Pernambuco e Bahia) o benefício era de R$ 143,99. Nesses, o reajuste significou 128% de aumento. E no Rio, São Paulo e Minas, o auxílio-alimentação era de R$ 143,99, representando o novo valor um reajuste de 128%.

Unificação

O benefício era pago de forma variável em razão de um decreto de 2001 (nº 3.887, de 16 de agosto) ter determinado que o valor deveria observar as diferenças do custo da alimentação nos Estados. Mas, segundo dados de institutos de pesquisas econômicas como o Dieese e o Ipea, os reajustes da cesta básica nas capitais têm apresentado oscilações constantes, tornando inviável a utilização de uma sistemática já superada.

A cidade de Porto Alegre, por exemplo, registrou em janeiro de 2010 o maior custo para os gêneros alimentícios. Mas o Rio Grande do Sul integrava no mês passado o grupo de Estados onde os servidores federais percebiam o menor valor entre os fixados para o auxílio-alimentação.

Embora sejam pequenas essas oscilações entre as diversas regiões, tanto na cesta básica quanto no valor gasto nas refeições, o governo entendeu que não se justifica a perpetuação do valor diferenciado e tomou a decisão de unificar o benefício.
 

Fonte

 

Obs: O valor correto do auxílio em Rondônia era R$ 133,19 e não R$ 143,99 como menciona o texto.

1 Comentário »

Salmo 73:20;25

“Quanto te levantas, Senhor, tu não lembras dos maus, pois eles são como um sonho que a gente esquece quando acorda pela manhã. […] No céu, eu só tenho a ti. E, se tenho a ti, que mais poderia querer na terra?”

Deixe um comentário »

O meu boi morreu…

Bumba-meu-boi
“O meu boi morreu
O que será de mim?
Manda comprar outro, ó maninha
Lá no Piauí”

Um dos folguedos mais tradicionais do Brasil, tendo englobado até vários reisados, o bumba-meu-boi é uma espécie de auto em que se misturam teatro, dança, música e circo. Ele é representado sob os mais diferentes nomes em localidades que vão do Rio Grande do Sul (como boizinho) e Santa Catarina (boi-de-mamão) aos estados do Nordeste (boi-de-reis) e o Amazonas (boi-bumbá). Sua provável origem é o Nordeste das últimas décadas do século XVIII, onde a criação de gado era feita por colonizadores com mão-de-obra escrava. Nas fazendas, os cativos teriam misturado suas tradições africanas (como a do boi geroa) a outras européias dos senhores (como a tourada espanhola, as tourinhas portuguesas e o boeuf gras francês), numa celebração que tematizava as relações de poder e uma certa religiosidade, sendo, inicialmente, alvo de grande repressão.

Tradicionalmente realizado no período das festas juninas (em alguns lugares também no Natal e no Carnaval), o bumba-meu-boi encena o rapto, morte e ressurreição do boi — uma história de certa forma metaforiza o ciclo agrário. Musicalmente, ele engloba vários estilos brasileiros, como os aboios, canções pastoris, toadas, cantigas folclóricas e repentes, tocados em instrumentos típicos do país, tanto de percussão como de cordas. Para alguns estudiosos, o “bumba” vem do som da zabumba, mas, para outros, trata-se de uma interjeição, que daria à expressão sentidos vários como “Vamos, meu boi!”, “Agüenta, meu boi” ou “Bate, meu boi!”.

O boi, figura central do auto, geralmente é feito com uma armação de cipó coberta de chita, grande o bastante para que um homem a vista. A cabeça que pode ser feita de papelão ou com a própria caveira do animal. Na encenação, a lenda pode ser contada de várias formas, mas a história básica é a da escrava Catirina (ou Catarina), grávida, que pede ao marido Chico (ou Pai Francisco) para que mate o boi mais bonito da fazenda porque quer comer a sua língua. Ele atende ao desejo da mulher e é preso pelo seu feitor, que tenta a todo custo ressuscitar o boi, com a ajuda de curandeiros. Boi revivido, tudo acaba em festa. Outros personagens podem entrar na história para dançar, dependendo do tipo de boi: Bastião, Arlequim, Pastorinha, Turtuqué, o engenheiro, o padre, o médico, o diabo etc, todos quase sempre interpretados por homens, que se travestem para compor os personagens femininos.

Festa em Parintins
Sufocado pelos avanços dos meios de comunicação, o boi fica cada vez mais restrito às comunidades rurais e pesqueiras que ainda conseguem preservar suas tradições. No entanto, ele é uma festividade muito popular em São Luís do Maranhão, para onde vários grupos do estado (alguns fortes, como o Boi Madre Deus e o Boi Maracanã) convergem na época junina e desfilam por toda a cidade. No entanto, esse boi ainda não supera em público o que acontece anualmente, nos dias 28, 29 e 30 de junho, na cidade de Parintins (Amazonas, a 420 km de Manaus), quando o boi Caprichoso (de cor azul, fundado em 1913 por Lindolfo Monteverde) e o Garantido (de cor vermelha, fundado em 1914 por José Furtado Belém e Emídio Rodrigues Vieira) desfilam no bumbódromo da cidade para um público que, entre locais e turistas, chega a reunir mais de 50 mil pessoas.

Levado para a Amazônia por imigrantes maranhenses que foram no século XIX atrás dos lucros da borracha, esse boi ganhou o nome de boi-bumbá, sofreu influências indígenas e andinas e começou a sair ao som da chamada toada amazônica. A competição profissional entre Caprichoso e Garantido começou em 1966, e desde então só fez ganhar requintes de espetáculo (um desfile parecido com o das Escolas de Samba do Rio, com raio laser e o som amplificado de instrumentos eletrônicos) que transformou o Boi de Parintins na mais famosa manifestação folclórica da região Norte, patrocinada por indústrias de bebidas.

Graças ao desfile amazônico, o boi pode gerar em 1996 o seu primeiro artista pop: a ex-banda de forró Carrapicho, que foi sucesso no Brasil e na França (levado pelo ator Patrick Bruel) com a música Tic Tic Tac. Gravado por Fafá de Belém e pela cantora de axé Márcia Freire, a música Vermelho (hino do Garantido, composto por Chico da Silva) também teve grande êxito, abrindo caminho para artistas de Parintins, como os levantadores de toada Arlindo Júnior e David Assayag.

Músicas

Boi Barroso – Elis Regina
Vermelho (Chico da Silva) – Fafá de Belém
Tic Tic Tac – Carrapicho
Boi Bumbá (Waldemar Henrique) – José Tobias
Boi do Amazonas (recolhido por Walter Santos) – Papete
Bumba Meu Queixada – Teatro União e Olho Vivo
Entrada do Boi Misterioso – Quinteto Violado e Zélia Barbosa
Gado Bom Quem Tem Sou Eu (toada de vaquejada) – Otacílio Batista
Boi de Mamão (entrada de boi, Bermúncia e Maricota) – Boi de Mamão de Itacorobi (SC)
A Burrinha – Quinteto Violado
 

Fonte

Deixe um comentário »

%d blogueiros gostam disto: