JotaPêAh!

O pastor e o mercador – O Alquimista

em 14/10/2009 15:19:12

O rapaz acordou antes do sol nascer. Tinham-se passado onze meses e nove dias desde que ele havia pisado pela primeira vez no continente africano.

Vestiu sua roupa árabe, de linho branco, comprada especialmente para aquele dia. Colocou o lenço na cabeça, fixo por um anel feito de pele de camelo. Calçou as sandálias novas, e desceu sem fazer qualquer ruído.

A cidade ainda dormia…

Depois que acabou de fumar, enfiou a mão num dos bolsos do traje, e ficou alguns instantes contemplando o que havia retirado de lá de dentro.

Havia um grande maço de dinheiro. O suficiente para comprar cento e vinte ovelhas, uma passagem de volta, e uma licença de comércio entre seu país e o país onde estava.

Esperou pacientemente que o velho acordasse e abrisse a loja. Os dois então foram juntos tomar mais chá.

– Vou embora hoje – disse o rapaz. – Tenho dinheiro para comprar minhas ovelhas. Você tem dinheiro para ir à Meca.

O velho não disse nada.

– Peço sua bênção – insistiu o rapaz. – Você me ajudou.

O velho continuou a preparar o chá em silêncio. Depois de um certo tempo, porém, virou-se para o rapaz.

– Tenho orgulho de você – disse. – Você trouxe alma para a minha loja de cristais. Mas sabe que eu não vou à Meca. Como sabe que não voltará a comprar ovelhas.

– Quem lhe disse isto? – perguntou o rapaz, assustado.

– Maktub – disse simplesmente o velho Mercador de Cristais.

E o abençoou.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: